Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 26 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Valdir Machado: confira o boletim médico desta segunda-feira

Valdir está internado em Campo Grande lutando contra a Covid-19

Cassilândia Notícias - 17 de maio de 2021 - 21:26

Valdir Machado: confira o boletim médico desta segunda-feira

Valdir Machado (Persianas Requinte) está internado no Hospital Rosa Maria Pedrossian em Campo Grande lutando contra a Covid-19.

Sua nora, Devânia Aparecida Alves, encaminhou ao Cassilândia Notícias o boletim médico de Valdir desta segunda-feira.

Segundo o boletim, Valdir foi transferido da UTI para a CTI, onde ele poderia receber visitas. A explicação da alteração do local dada pela equipe médica, está no fato da superlotação do hospital com pacientes internados devido ao Covid-19. Nesta CTI, os familiares podem ver seu parente do lado de fora, sem qualquer contato físico, através de um vidro, com aproximadamente meio metro de distância do paciente.

Hoje, um dos filhos de Valdir foi até Campo Grande e conversou pessoalmente com o médico. Viu o Valdir pela “janelinha” e disse que está com a aparência boa. Os médicos e enfermeiros foram muito atenciosos.

A saturação do Valdir está em 96%. No início da doença, mesmo intubado, a saturação quase não chegava à 90%. A glicemia alterou ontem, porém foi controlada com medicamento. A pressão está estável. A arritmia também se estabilizou com a medicação administrada.

O pulmão ainda está com 75% de comprometimento. A maior preocupação da equipe médica, neste momento, é com os rins, que ainda não tiveram uma melhora significativa, mesmo com a hemodiálise que está sendo feita.

Os médicos começarão novo protocolo para a retirada da sedação de Valdir. Há uma preocupação para quando ele acordar, pois ninguém sabe como ele reagirá. O filho disse aos médicos para dizer ao Valdir que os familiares que tiveram Covid-19 em Cassilândia estão todos bem, como de fato estão, como forma de tranquilizá-lo quando acordar.

Exames identificaram uma bactéria que, segundo a equipe médica, felizmente poderia ser considerada “inofensiva”. A medicação já foi administrada.

A família agradece o carinho e as orações de todos.

SIGA-NOS NO Google News