Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 16 de Junho de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

GoiásFomento amplia limite de crédito para micro e pequenas empresas

Limite do CredFomento sobe de R$ 80 mil para R$ 125 mil

Governo de Goiás - 08 de maio de 2020 - 16:30

GoiásFomento amplia limite de crédito para micro e pequenas empresas

Dando continuidade à adoção de medidas para facilitar o acesso ao crédito neste período de pandemia da Covid-19, o Governo de Goiás, por meio da GoiásFomento, anuncia a ampliação do limite da linha de crédito CredFomento. Essa linha de crédito, destinada a micro e pequenas empresas e profissionais liberais, que anteriormente financiava valores de até R$ 80 mil, agora teve o limite elevado para até R$ 125 mil. Para os microempreendedores individuais (MEI), o limite é de 30 mil.

A medida foi determinada pela Resolução 027/20 da GoiásFomento, datada de 5 de maio último. Uma característica importante do CredFomento é que essa linha pode funcionar como um crédito rotativo, semelhante a um cartão de crédito, mas com a vantagem de taxa de juros bem mais baixa que a do cartão de crédito e prazo de até 36 meses para pagamento.

De acordo com o presidente da instituição financeira, Rivael Aguiar, nos últimos 30 dias a Agência vem adotando uma série de medidas para facilitar o acesso ao crédito aos empreendedores goianos que estão passando por um momento difícil, devido à pandemia do novo coronavírus.

Menos exigências
“Conseguimos viabilizar (em parceria com o Sebrae Goiás) o Fundo de Aval para aquelas empresas que não têm como oferecer garantia; e excluímos diversas exigências, como a Certidão Negativa de Débito (CND), tanto estadual, quanto municipal e federal, e a licença ambiental e o questionário socioambiental”, afirmou Rivael.

As taxas de juros das linhas de crédito emergenciais foram reduzidas para as empresas que utilizam o Fundo de Aval da Micro e Pequena Empresa (Fampe), que dependendo da situação pode variar de 1,29% ao mês a 0,89% ao mês, o que é considerada uma taxa de juro bem acessível, comparada com as taxas praticadas no mercado, na opinião do presidente da Agência.

Os empreendedores goianos ainda podem contar com a consultoria de técnicos do Sebrae. E o juro da linha de crédito específica para a área de turismo foi reduzida, de até 7% ao ano mais INPC, para 5% anual mais INPC, com carência de até 12 meses e 48 meses para pagamento.

Linhas de crédito
Em março último, o Governo de Goiás, por meio da Goiás Fomento, anunciou a liberação de montante de R$ 500 milhões, em cinco linhas de financiamento: GoiásFomento Turismo Capital de Giro, Microcrédito Produtivo Pessoa Jurídica (PJ), Microcrédito Produtivo Pessoa Física (PF), CredFomento e FCO Capital de Giro Dissociado, para MEI, micro, pequenas e médias empresas.

Até o momento foram aprovados R$ 21 milhões em contratos e outros R$ 25 milhões estão em análise, além disso a GoiásFomento já prorrogou o vencimento das parcelas de março a maio deste ano somando mais de R$ 5,5 milhões.

SIGA-NOS NO Google News