Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 16 de Abril de 2024
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Sinais de alerta para doenças mais graves (0 a 1 ano)

Baby Center - 02 de junho de 2016 - 09:00

Quando se tem um bebê, não tem jeito: as visitas ao médico ou pronto socorro são frequentes, tanto as programadas quanto as fora do programa, por causa de doenças imprevistas.

Um dos motivos para o bebê ficar doente a toda hora é a imaturidade do sistema imunológico. Por isso, ele fica suscetível a pequenos problemas de saúde como tosse, resfriado e indisposições estomacais.

Bebês novinhos também podem piorar rápido ao se adoentarem -- um bom motivo para procurar atendimento médico o quanto antes, se seu filho estiver claramente se sentindo mal.
Quando procurar ajuda médica
Certos problemas de saúde precisam de atenção imediata, e a criança deve ser levada na hora ao médico. Já outros podem esperar um dia ou dois.

Leve ao médico assim que puder se o bebê:

Estiver com diarreia há mais de 12 horas.
Tiver colocado algum corpo estranho no nariz, ouvido, boca ou vagina - nunca tente remover o objeto sozinha. Tosse repentina sem nenhum outro sintoma também pode ser sinal de aspiração de algum corpo estranho.
Sofrer uma queimadura de superfície maior que a de um polegar de adulto, principalmente se houver formação de bolhas (isso inclui queimaduras de sol).
Estiver com febre - sempre leve o bebê ao médico se a febre for alta (acima de 39 graus), ou se persistir por mais de dois dias, ou se o bebê apresentar algum outro sintoma preocupante, como erupções de pele ou choro constante.
Estiver vomitando há mais de 12 horas, ou se tiver algum outro sintoma junto com o vômito, como febre ou erupções na pele.
Estiver com a moleira funda - junto com outros sintomas, como lábios secos, diminuição na quantidade de xixi, urina muito amarela, ausência de lágrimas. Tudo isso pode indicar desidratação, uma consequência de vômitos, diarreias ou febre.
Estiver chorando sem parar - você conhece o padrão de choro do seu filho, melhor que qualquer outra pessoa (mesmo que não acredite nisso). Se acha que ele está chorando muito mais que o normal, ou de um jeito diferente, siga seus instintos e procure o médico.
Tiver respiração difícil, ofegante, com gemido, especialmente após abaixar a temperatura para menos de 38 graus.
apresentar sangue no vômito ou nas fezes. É importante falar imediatamente com o médico. Muitas vezes não é nada de grave, mas outras causas precisam ser descartadas. Lembre-se de que, se seus bicos do seio estiverem rachados e sangrando, pode ser que apareça sangue na regurgitação do seu filho.
Estiver com a pele vermelha ou irritada, com algum tipo de alteração, especialmente se também tiver febre.
Estiver com "tosse de cachorro" e chiado ao inspirar - certos tipos de laringite podem obstruir a passagem do ar na garganta.
Apresentar algum sintoma de meningite, como:
moleira estufada (mais levantada que o normal)
a criança não reage a estímulos
moleza excessiva
prostração, letargia
erupção vermelho vivo ou arroxeada na pele, que não desaparece quando se pressiona um vidro transparente contra ela
aversão à luz
rigidez no pescoço

Marque uma consulta se seu bebê apresentar qualquer um dos seguintes sintomas por mais de 24 horas:

Irritação fora do comum, sem nenhum motivo aparente.
Olhos vermelhos, lacrimejantes ou com secreção - pode ser uma infecção como a conjuntivite, que é altamente contagiosa e em alguns casos precisa de tratamento imediato.
Secreção no ouvido, nos olhos, no umbigo, no pênis ou na vagina.
Inapetência - o bebê perde o apetite e passa duas refeições ou mamadas sem se alimentar.

Quando correr para o pronto-socorro
Leve a criança imediatamente para o hospital se ela:

Estiver inconsciente ou semiconsciente.
Estiver com dificuldade para respirar ou estiver respirando rápido demais, principalmente se a pele, a ponta dos dedos e os lábios começarem a ficar roxos ou azulados. Isso significa que ela não está recebendo oxigênio suficiente.
Tiver uma convulsão pela primeira vez na vida ou tiver uma convulsão que dure mais de quatro minutos -- os olhos reviram, ela não responde a chamados e os lábios podem tremer ou fazer movimentos estranhos.

As convulsões costumam ser causadas por febre, mas também podem ter outras causas.
Passar mal depois de engolir alguma substância venenosa ou prejudicial, como medicamentos para adultos (leve a embalagem do remédio para o hospital com você). Leia mais no nosso artigo sobre intoxicação.

Os problemas abaixo também exigem uma ida rápida ao pronto-socorro, mas não é necessário sair correndo. Manter a calma vai ajudar você e a criança a passarem melhor pela situação:

Um corte que esteja sangrando muito ou que seja muito profundo, que possa precisar de pontos (especialmente no rosto). Para conter o sangramento, mantenha pressão constante com um pano limpo e tente deixar o local afetado elevado.
Uma queda séria, e você desconfiar que ela possa ter quebrado algum osso ou sofrido uma torção.
Bater a cabeça muito forte, chegar a perder momentaneamente a consciência ou vomitar mais de uma vez depois da batida.
Engolir ou comer alguma coisa que possa ser prejudicial, como remédios, produtos de limpeza ou objetos, mas estiver aparentemente bem.

SIGA-NOS NO Google News