Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sexta, 24 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Iagro capacitou 152 para fazer a rastreabilidade

01 de agosto de 2003 - 09:31

A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), capacitou no mês de julho, 152 servidores, entre médicos veterinários e engenheiros agrônomos, para fazer a rastreabilidade. Essa nova atividade que a Agência irá desenvolver, é resultado do convênio entre a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa de Gado de Corte), Iagro, Vipper (empresa certificadora) e a Fundapan (Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária e Ambiental).
A rastreabilidade é um processo que começou na década de 90, depois do aparecimento de algumas doenças na europa, como a encefalite espongiforme (“vaca louca”) nos bovinos, obrigando os governos a se preocuparem mais com a segurança alimentar e a preservação do meio ambiente. Essas preocupações levaram o mercado a exigir alimentos de qualidade e de origem conhecida.
Segundo o gestor do programa de rastreabilidade do Iagro, o veterinário Ernest Schillings Filho, o rastreamento é um conjunto de ações que forma o sistema de informação e registro, que permite fazer um estudo retrospectivo dos produtos oriundos dos bovinos e bubalinos nos vários postos de vendas até a propriedade onde foram produzidos. E neste convênio, quem irá fazer essa atividade é o Iagro. Quem irá certificar de que esse processo está correto de acordo com as normas do Sisbov (Sistema de identificação e certificação de origem bovina e bubalina), é a Embrapa/Vipper, sendo que a identificação dos animais é de responsabilidade do produtor/pecuarista.

Nota:A Instrução Normativa Nº 01 de 10/01/2002, que instituiu o Sisbov determina que:
partir de junho/2002 somente animais certificados podem ser exportados pela União Européia.
A partir de jan/2004 qualquer exportação só poderá ser efetivada se os animais forem certificados.
A partir de jan/2006, todo o rebanho do estado de Mato Grosso do Sul, em torno de 24 milhões de cabeças, já estará identificado, rastreado e certificado, assim como, todo o circuito centro-oeste.

















SIGA-NOS NO Google News