Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 19 de Janeiro de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Homens armados invadem Shopping Iguatemi, em Rio Preto, e provocam pânico

Pelo menos cinco criminosos invadiram o centro de compras para assaltar uma joalheria, provocando pânico entre clientes e funcionários.

Diário da Região - 15 de janeiro de 2022 - 00:43

Policiais armados vasculham o shopping em busca dos criminosos (Colaboração/Leitor)
Policiais armados vasculham o shopping em busca dos criminosos (Colaboração/Leitor)

Ladrões armados invadiram o Shopping Iguatemi, em Rio Preto, na noite desta sexta-feira, 14, e provocaram pânico entre frequentadores, lojistas e funcionários do local que, apavorados, se trancaram dentro das lojas, restaurantes, salas de cinema e banheiros até serem liberados com segurança pelos policiais militares.

Os criminosos assaltaram uma joalheria e fugiram em seguida, abandonando pelo caminho dois carros usados na ação. Até o fechamento desta reportagem não havia um levantamento da quantidade de objetos furtados, nem o valor do prejuízo.

Segundo o delegado Mauro Truzzi, da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic), pelo menos cinco criminosos participaram do assalto. Dois deles entraram na joalheria Costantini, que fica no piso superior do prédio, sendo que um estava em uma cadeira de rodas. Os outros ficaram do lado de fora da loja e, segundo a Polícia Civil, um segurança teria sido rendido. Ele será chamado para prestar depoimento na Deic.

Criminosos armados no Shopping Iguatemi, em Rio Preto (Reprodução/Câmera de Segurança)
Criminosos armados no Shopping Iguatemi, em Rio Preto (Reprodução/Câmera de Segurança)

A invasão à loja aconteceu por volta das 20h30. Em nota, o Shopping Iguatemi Rio Preto afirmou que a polícia foi imediatamente acionada e que o centro de compras está “colaborando com as autoridades competentes”. Tanto a Polícia Militar quanto a Civil mobilizaram equipes até o local.

Fortemente armados, os PMs vasculharam o centro de compras e, somente por volta das 21h, clientes e funcionários começaram a ser liberados. Muitos saíram com as mãos para cima, sinalizando que eram inocentes. Os homens passaram por revista na área externa do centro de compras.

Frequentadores do shopping começam a ser liberados por uma das saídas de emergência (Guilherme Baffi 14/1/2022)
Frequentadores do shopping começam a ser liberados por uma das saídas de emergência (Guilherme Baffi 14/1/2022)

Investigação

O delegado Mauro Truzzi suspeita que a quadrilha seja de fora de Rio Preto. “Se compararmos com fatos que já aconteceram em Rio Preto, ou, recentemente, em shoppings de outras cidades, como em Sorocaba, eles (os criminosos) abandonam o carro e pegam outro para fugir”, afirmou.

Segundo ele, dois veículos usados pelos criminosos foram encontrados em uma área rural próxima ao shopping. Os carros foram levados para a Deic para passar por perícia. “Agora começa uma quantidade enorme de diligências, investigações, perícias e tudo mais. O tempo é fundamental, o tempo urge, a gente tem que trabalhar a madrugada inteira”, disse Truzzi na noite desta sexta.

O Iguatemi encerrou as operações mais cedo nesta sexta, às 21h30. O centro de compras disse que funcionará normalmente neste sábado.

(Colaboraram Arthur Pazin, Maria Elena Covre, Lucas Israel, Vinícius Marques, Marival Correa e Gabriel Vital)

Clientes relatam pânico

O reencontro após cliente que estava no centro de compras ser liberado
O reencontro após cliente que estava no centro de compras ser liberado

A jornalista Elma Eneida Bassan Mendes estava com o neto na área de um restaurante no térreo do shopping quando viu a correria. "Começou uma loucura, todo mundo saindo correndo aqui de dentro, uma gritaria, uma choradeira, uma mulher desesperada com a filha, o marido falando que tinha homem três homens mascarados, com rifle, com armas muito pesadas", conta. Ela ficou dentro do restaurante até por volta das 21h30.

As jovens Bruna Novelini e Alice Bianchini, moradoras de Ariranha, estavam no shopping a passeio quando pararam para pedir informação a um segurança. "Sem alarmar, ele disse: 'Moça, corre que é um assalto'. Nisso, a gente olhou para trás e havia vários homens, todos armados, e a gente saiu correndo e foi para o banheiro", disse Bruna. Elas afirmaram que ficaram cerca de 40 minutos presas no banheiro e tiveram de sair do local com as mãos erguidas para mostrar que eram inocentes.

Uma cliente que havia acabado de chegar ao shopping relatou que viu pelo menos 20 pessoas correndo e gritando. "Abaixaram as portas, começou aparecer um monte de gente correndo", afirma. Ela, o marido e as filhas se refugiram dentro do estoque de uma loja.

Durante a ação, diferentes testemunhas relataram ter ouvido um barulho que associaram a um disparo de arma de fogo. A assessoria do shopping, no entanto, afirma que não houve tiros e que ninguém ficou ferido. As polícias Civil e Militar também não confirmaram se houve tiro. “Na hora do desespero, do pânico, as pessoas entram em um certo choque. Pode ser que tenha estourado um copo, uma bexiga e as pessoas terem se confundido”, disse o delegado Mauro Truzzi.

Frequentadores do shopping são liberados, mas passam por revista antes de sair (Arthur Pazin 14/1/2022)
Frequentadores do shopping são liberados (Guilherme Baffi 14/1/2022)

SIGA-NOS NO Google News