Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 20 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Frigorífico de peixes será inaugurado na segunda

Escritório de Imprensa - 27 de setembro de 2003 - 04:39

O ministro da Secretaria Nacional de Aqüicultura e Pesca, José Fritsch, juntamente com o governador Zeca do PT inauguram na próxima segunda-feira, dia 29 de setembro, o frigorífico de peixes Mar & Terra, localizado em Itaporã, município situado a 210 quilômetros de Campo Grande. O abatedouro recebeu investimentos do FCO (Fundo Constitucional de Investimento do Centro-Oeste) e da empresa paulista de investimentos Axial. Inicialmente serão gerados 60 empregos diretos e 240 indiretos.

O abate dos peixes será feito a partir de outubro. Para isso, aproximadamente 400 mil peixes já estão sendo criados nos 160 hectares de lâminas d’água da fazenda Mar & Terra, distante 10 quilômetros de Itaporã. Nos locais podem ser encontrados quatro tipos de espécies nativas como: pacu, piauçu, piraputanga e pintado (considerada a espécie mais nobre por sua carne saborosa e de qualidade).

Todo o processo de abate dos peixes será controlado pelo SIF (Serviço de Inspeção Federal) do Ministério da Agricultura e também será dividido em etapas que vão desde a desossa até o carimbo da marca de validade do produto. O fornecimento dos peixes será feito à princípio para grandes redes de supermercados como Carrefour, Pão-de-Açúcar e Sonae. As carnes dos peixes serão comercializadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Tocantins, Distrito Federal e Mato Grosso. Com o crescimento das vendas a meta é exportar as carnes para países do exterior como Estados Unidos e países da Europa, além do Japão.


Expectativas


O secretário estadual de Produção, José Felício, explica que a capacidade do frigorífico Mar & Terra é de oito toneladas por dia, o que vai propiciar condições de atingir a meta de dobrar a produção de peixes em Mato Grosso do Sul. Ele ainda frisa que a produção estimada de peixes de piscicultura no Estado é de três mil toneladas por ano, fator que comprova que a área disponível para produção de peixes no Estado é
suficiente para suprir a demanda criada pelo Frigorífico Mar&Terra e por outros projetos de implantação que deverão ocorrer no próximo ano.

Para o secretário estadual de Desenvolvimento Agrário, Valteci Ribeiro de Castro Junior, o frigorífico vai contribuir para a cadeia produtiva da piscicultura através da sua verticalização. Ele também observa que problemas como a comercialização do peixe produzido na região de Dourados estarão praticamente resolvidos com a implantação do frigorífico em Itaporã.

O ministro da Secretaria Nacional de Aqüicultura e Pesca, José Fritsch, informa que Mato Grosso do Sul dispõe de espécies de peixes com marca nacional e internacional e que isso deve ser priorizado, afinal, a marca Pantanal, assim como ocorre com os peixes da região amazônica, já traz um grande valor agregado. Segundo o ministro, Mato Grosso do Sul é um dos Estados que apresenta a política mais avançada em relação a pesca e a aqüicultura.

"Todos os nossos peixes são oriundos de fazendas de piscicultura. Queremos mostrar que nem só de extrativismo vive o mercado de peixes no Brasil. Se mais indústrias passarem a comprar peixes produzidos, e não pescados, será um grande alívio para o Pantanal. Não tenho dúvidas de que o Mar & Terra será um sucesso", finaliza o diretor-técnico do frigorífico e mestre em Aqüicultura, João Campos.

SIGA-NOS NO Google News