Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 11 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Força Nacional apreende apenas 158 quilos de droga

Aline Queiroz / Campo Grande News - 21 de junho de 2006 - 16:38

Durante os 20 dias que a Força Nacional manteve uma tropa em Mato Grosso do Sul, os policiais do grupo, considerado de elite, apreenderam apenas 158,2 quilos de entorpecentes, além de armas e cigarros contrabandeados. Paralelamente aos trabalhos de fiscalização, os integrantes da Força também apoiaram operações “pente-fino” no EPSM (Estabelecimento Penal de Segurança Máxima) de Campo Grande, na PHAC (Penitenciária Harry Amorim Costa), em Dourados, participaram do cadastramento de detentos no presídio de Naviraí e realizaram abordagens em conjunto com policiais de outras corporações.

O relatório com o resultado dos trabalhos foi apresentado hoje, pelo coordenador da Força Nacional em Mato Grosso do Sul, coronel Amaury Catelly Alcântara, que considera positivo o trabalho desenvolvido no Estado. Dia 6 de junho, os policiais retiraram 93 facas artesanais do presídio da Capital, 46 aparelhos celulares e outros objetos proibidos. Três dias depois, apreenderam 8,1 quilos de maconha e 130 maços de cigarros contrabandeados em Dourados.

Já durante a revista na PHAC, feita dia 9 de junho, os integrantes da Força encontraram 183 facas artesanais, 25 tesouras e 18 telefones celulares. Em barreira feita dois dias depois, em conjunto com o DOF (Departamento de Operações de Fronteira), os policiais prenderam uma mulher com 110 gramas de cocaína, apreenderam uma espingarda e 100 pacotes de cigarros. Nos dias 15 e 18, eles localizaram uma espingarda e um revólver, respectivamente. A maior apreensão ocorreu dia 20, quando os policiais retiveram 150 quilos de maconha.

Dos 200 militares enviados a Mato Grosso do Sul para conter a crise na área de segurança pública, 80 deixaram o Estado domingo, 18 dias depois de terem chegado com propósito de permanecer por 60 dias. Eles seguiram com destino a Vitória (ES), para conter as rebeliões que aconteceram no fim de semana. A tropa chegou ao Estado dia 31 de maio, sem definições de onde iria atuar.

SIGA-NOS NO Google News