Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 26 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Cassilândia: Ex-deputado Luizinho esclarece e desabafa

02 de março de 2009 - 18:12

O ex-deputado Luizinho Tenório enviou ao Cassilândianews nota de esclarecimento a respeito da homenagem feita pela Escola de Samba Juventude Cassilandense a memória de seu pai Joaquim Tenório Sobrinho, o Pernambuco. Ao esclarecer, também faz um desabafo. Leia:


Como tudo na vida, a homenagem ao meu saudoso pai ofereceu-me duas faces distintas, os famosos dois lados da moeda. Fui duplamente surpreendido, mas de formas diferentes. A primeira causou-me alegria, gratidão; foi a decisão dos carnavalescos da Escola de Samba Juventude Cassilandense de reverenciarem a memória de meu pai, o Joaquim Pernambuco. A outra, embora já fosse de certa forma esperada, ainda assim causou-me estranheza. Trata-se da interpretação equivocada que alguns setores da sociedade, nitidamente os mais abastados, tiveram da homenagem em questão.
Como afirmei, já era de se esperar que alguém visse maldade, segundas intenções, no ato em questão. No entanto fui abordado por cidadãos, meia dúzia de privilegiados, que tiveram a ousadia de questionar-me sobre o valor que teria pago por ato de reconhecimento tão nobre. Minha resposta, tanto a eles quanto a qualquer um que porventura estiver nutrindo a mesma curiosidade é: NADA. Primeiramente porque foi um ato abnegado, de verdadeiro reconhecimento do valor do homem que foi o Pernambuco, um cidadão que fez por merecer as menções honrosas que hoje lhe são outorgadas. Segundo que, mesmo se alguém tivesse pedido-me qualquer tipo de auxílio financeiro para tal empreitada, teria negado. Não por desdém, mas porque não acredito em homenagens compradas ou patrocinadas, como queiram atenuar. Creio, sim, em trabalho árduo, dedicação à causa pública, abnegação; valores que me foram ensinados por meu pai e que fizeram dele um vulto da história cassilandense, portanto merecedor de ser lembrado.
Saliento ainda que fiz questão de não sair no desfile da Escola como destaque, conforme estava no original do projeto, porque a homenagem foi efetivamente rendida ao meu pai, não a mim. Compreendo o estranhamento que meu ato causou, principalmente aos amigos carnavalescos, mas não poderia agir de outro modo. Sobretudo meus detratores esperavam que eu iniciasse minha campanha de volta à Assembléia Legislativa naquele momento, se equivocaram mais uma vez quanto ao meu caráter, talvez seja justamente por causa de tantos enganos que continuam a me detratar. Ratifico que jamais usaria de um momento tão especial, não somente para mim, mas para todas as pessoas que admiram o mito Pernambuco, para tirar proveito próprio. Além do mais, se há algo que aprendi ao longo de uma vida toda dedicada à política é que nenhuma candidatura é legitima se for imposta, isto significa que, ao contrário do que estão propalando, não sou pré-candidato, pois isto implicaria em forçar uma situação.
No momento oportuno, e se efetivamente for oportuno, colocarei meu nome a disposição de Cassilândia, desde que haja um amplo entendimento, como ocorreu no passado, quando obtive mais de 70% dos votos válidos de nosso município em duas ocasiões; pois compreendo que no efetivo empenho da causa pública não há espaço para projetos pessoais. Assim sendo, comprometo-me a colocar meu nome a disposição de nossa comunidade se o contexto assim aprouver, porém de maneira alguma negligenciarei meus esforços se outro nome com maiores probabilidades de vitória se levantar.
O alcance da maturidade faz parte do ciclo natural da vida, seja dos indivíduos, seja da coletividade. Creio que nossa comunidade já tem experiência política suficiente para atingir tal grau de amadurecimento. É preciso um amplo pacto social em nome de nossa cidade, só assim deixaremos de amargar a letargia econômica.

Luizinho Tenório

SIGA-NOS NO Google News