Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quarta, 12 de Maio de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Afinal, o que é preciso para começar a correr?

Veja as dicas de dois educadores físicos de Cassilândia, que também praticam o esporte, para você começar a correr!

Cínthia Schmidt - 23 de abril de 2021 - 11:00

Afinal, o que é preciso para começar a correr?
Lizandro Tolentino

Já foi comprovado cientificamente que a prática regular de exercícios físicos como a corrida contribui para que o nosso organismo libere substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar, alegria e disposição, além de melhorar a autoestima e ser uma importante ferramenta para a manutenção da saúde. Pensando nisso, entrevistamos dois empresários e praticantes do esporte, aqui de Cassilândia, para reunir dicas preciosas para você que quer começar a correr, mas não sabe muito bem por onde começar. 

Nenhum corredor no mundo já nasce pronto, ele se torna ao longo período de treinos. O fato de não ser ou não sentir-se um corredor não te impede de começar a correr. O corpo é construído durante a dedicação e disciplina”, destaca Henrique Gomes, proprietário da academia Team Henri 10 Funcional. 

Então, esquece esse papo de que você não consegue por que não tem “físico de corredor” ou “genética boa”, combinado? “Quando estamos falando em prática esportiva, qualquer pessoa pode correr. Ela deve traçar suas próprias metas e superar seus próprios limite”, incentiva Lizandro Tolentino, personal trainer e empresário, proprietário do grupo Athlética. 

Por onde começar? 

“O que precisa pra começar a correr é bem simples: um tênis bom e confortável, muita dedicação, constância e jamais desistir”, incentiva o professor Henrique. Se você anda levando uma vida sedentária, a dica do personal trainner Lizandro é começar com uma caminhada de meia hora. 

Para quem já caminha regularmente, pelo menos 30 minutos, três vezes por semana, já dá para começar a fazer a sua transição da caminhada para a corrida. O professor Lizandro ensina o passo a passo: 
Passo 1 – Comece o treino caminhando vigorosamente entre 10 a 15 minutos

Passo 2 – Acelere um pouco até começar a trotar (uma corrida leve) durante 3 a 6 minutos

Passo 3 – Ande calmamente durante 3 a 5 minutos para recuperar o fôlego (num ritmo mais leve do que a caminhada inicial).

Passo 4 – Volte a trotar (corrida leve) por mais 3 a 6 minutos.

Passo 5 – Finalize o treino andando por mais 3 a 5 minutos para recuperação.

A orientação é que você repita esse treino com regularidade (cerca de 3 vezes na semana), para que você consiga evoluir no seu treinamento e comece a colher os benefícios que a prática da corrida pode proporcionar, não somente na sua constituição corporal, mas principalmente na sua saúde. “A corrida é um esporte barato e qualquer um pode praticar e se beneficiar das adaptações que a corrida proporciona, como a liberação de endorfina e  serotonina, melhora da frequência cardíaca em repouso, coração mais eficiente, além de ajudar na prevenção de várias doenças”, destaca Lizandro.

“Acredito que toda evolução está no fato de tomar uma iniciativa e realmente buscar uma melhoria no seu estilo de viver, em meio à pandemia que enfrentamos hoje, não é mais só estética e sim saúde”, complementa o personal trainer Henrique, que complementa: “Desafie-se! Crie suas próprias metas semanais, por exemplo: se você correu 01:30 e caminhou 03:00 nas primeiras semanas, na próxima corrida/caminhada tente diminuir o tempo de caminhada. Mas vou logo alertando, correr é uma forma de aliviar todo seu estresse diário e, como libera os hormônio da felicidade (endorfina e dopamina), cuidado, pois vicia e muito (brinca). Quando menos esperar, você já estará treinando e correndo com uma frequência incrível!”, garante.

Afinal, o que é preciso para começar a correr?

Faça o teste para saber se você está evoluindo!

Para saber se você está evoluindo no seu treinamento de transição para a corrida, a dica do professor Lizandro é um teste simples: durante o a fase em que estiver correndo, tente conversar com uma pessoa ao lado, sem ficar ofegante e mantendo o ritmo. Se estiver fácil, é um bom indicativo de que você já pode começar a aumentar a intensidade do treino: seja correndo mais rápido ou aumentando o tempo de corrida e diminuindo o tempo da caminhada de recuperação, até que você consiga correr continuamente durante todo o período.

Hidratação é fundamental!

Os profissionais são unânimes ao afirmar que é importante manter o corpo hidratado (beber água) e usar roupas leves e adequadas para a prática esportiva. Elas são produzidas para manterem a temperatura corporal adequada e dissipar melhor o calor e o suor.

Descanso também é treino!

Principalmente nesta fase de adaptação, é importante aprender a ouvir o seu corpo. É o que o professor Lizando chama de “percepção do corpo”. Ele explica: “Geralmente, orientamos um descanso de 48 horas para iniciante, entre um treino e outro, mas ele precisa aprender a prestar atenção ao limite do seu próprio corpo e respeitar. Depois, de acordo com a adaptação, esse intervalo pode diminuir” .

Agora que você já tem as orientações dos profissionais, deixe a preguiça de lado e dê o primeiro passo. Boa corrida!

Cínthia Schmidt é jornalista, corredora amadora e estudiosa sobre nutrição, emagrecimento e qualidade de vida.
Instagram: @instadacinthia

SIGA-NOS NO Google News