Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/11/2005 15:08

Viúva de ambientalista recebe visita de ministra

Maristela Brunetto / Campo Grande News

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, decidiu incluir na sua breve passagem por Campo Grande uma visita a Iracema Sampaio, viúva do ambientalista Francisco Ancelmo Barros, que morreu no domingo, um dia depois de atear fogo ao corpo durante protesto contra a instalação de usinas de álcool na Bacia do Alto Paraguai, cujos rios chegam à bacia pantaneira. Ela está na casa da viúva, na região do bairro Cabreúva.

A ministra decidiu vir à cidade em função da morte de Francelmo, como era conhecido o ambientalista. Na visita, ela foi acompanhada pelo vice-governador Egon Krakhecke, e o deputado estadual Pedro Kemp, ambos petistas.

Ele militava na causa ambiental há mais de duas décadas. Fundou a Fuconams (Fundação para Conservação da Natureza de Mato Grosso do Sul), primeira ONG ambiental no Estado e a terceira no País. Em 1982, houve empenho do ambientalista quando foi aprovada lei que veta a instalação de usinas. É esta legislação que o governo estadual pretende alterar.

A primeira tentativa foi no final de 2003, através de um decreto. Como houve reação de ativistas e da oposição na Assembléia Legislativa, além da ilegalidade do caminho, o governo declinou e prometeu encaminhar projeto sobre o tema na Assembléia. Chegou a haver uma iniciativa, pelas mãos do deputado Paulo Corrêa, que decidiu retirar a matéria diante da polêmica. Agora veio o projeto oficial do governo.

Pelo texto, fica permitida a instalação de usinas da região norte à sudoeste, passando por cidades como São Gabriel do Oeste, onde nasce o já assoreado Taquari. Há ainda preocupação com a possível contaminação do Aqüífero Guarani, que tem pontos de recarga em locais ainda não conhecidos no Estado.

A iniciativa tem ainda outro ponto contrário, uma resolução do Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente) de 1985 que impede usinas no Pantanal de MS e de Mato Grosso.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)