Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

24/07/2008 14:31

Usuários de antiinflamatório podem pedir reembolso

Bira Martins - Campo Grande News

A partir de amanhã, usuários Prexige 100 mg, um antiinflamatório indicado para o tratamento de artrite, que teve o registro cancelado na terça-feira (22), poderão pedir reembolso nas farmácias.

O reembolso não vale para o Prexige 400 mg, que teve a venda suspensa por noventa dias. É preciso apresentar a caixa do produto com ao menos uma cartela do produto, contendo no mínimo um comprimido fechado. Segundo o laboratório Novartis, fabricante do remédio, o reembolso pode ser feito em qualquer farmácia.

Registro cancelado - Em maio, foram concluídas as últimas análises da Anvisa sobre o medicamento e, em julho, finalizados dois pareceres que recomendaram o cancelamento do registro no Brasil – um da Câmara Técnica de Medicamentos (Cateme), órgão consultivo da Agência, e outro da área de Farmacovigilância da Agência. Em comunicado, agência reguladora disse que a medida foi motivada por incertezas a respeito da possíveis riscos ao sistema hepático dos pacientes.

Em nota, a Novartis afirmou que irá tomar todas as medidas determinadas pela Anvisa, mas que tem convicção da "segurança e eficácia" do Prexige quando utilizado "conforme a bula e sob
orientação médica". Conforme o laboratório, "o antiinflamatório foi lançado no Brasil em julho de 2005 e desde então mais de 9,5 milhões de pacientes foram tratados". "Nesse período, não foi registrado no país nenhum óbito comprovado devido a seu uso."

Reações adversas - De janeiro de 2007 a abril de 2008, houve um aumento significativo no número de reações hepáticas notificadas. Em janeiro de 2007, o número de reações notificadas era de 16, em agosto deste mesmo ano passou para 93, chegando a 211 em abril de 2008.

Com a suspensão, a Anvisa recomenda que os consumidores que estiverem utilizando o Prexige procurem seus médicos e substituam o produto. "Existem no mercado brasileiro alternativas, com perfil de eficácia e segurança mais bem definido, para todas as indicações do Prexige", informou a agência.

Conforme a Anvisa, estabelecimentos que continuarem oferecendo o Prexige 100 mg, ou o Prexige 400 mg, estão sujeitos a multas de R$ 2.000 a R$ 1,5 milhão, entre outras sanções.

Entre julho de 2005 a abril de 2008, houve 3.585 casos de reações adversas ao remédio, sendo 1.013 casos graves. (Com informações do site da Anvisa)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)