Cassilândia, Quinta-feira, 29 de Junho de 2017

Últimas Notícias

15/04/2011 17:18

Unimed é condenada a custear cirurgia de redução do estômago

TJMS

Por maioria, a 5ª Turma Cível do Tribunal de Justiça negou provimento à Apelação Cível nº 2011.004904-4 impetrada pela Unimed de Dourados em face da beneficiária do plano, A. N. O. M. contra a sentença que julgou procedente o pedido formulado na ação de obrigação de fazer que condenou a Unimed a custear todas as despesas médicas-hospitalares referentes à cirurgia de gastroplastia (redução do estômago) da beneficiária, que sofre de obesidade mórbida.

Em seu apelo, a Unimed sustenta que a cobertura de qualquer tratamento clínico ou cirúrgico para emagrecimento ou ganho de peso é restrita, não sendo o plano de saúde obrigado a dar atendimento fora dos casos previstos. Alega que a cirurgia para emagrecimento solicitada pela autora da ação não tem cobertura contratual.

No entanto, para o relator do processo, Desembargador Vladimir Abreu da Silva, “seguindo a orientação do artigo 47 do Código de Defesa do Consumidor, entendo que a interpretação contratual deve ser feita de forma mais benéfica ao consumidor. Sempre que houver cláusulas contratuais que induzam a entendimentos contrários ou divergentes, prevalecerá aquela que trouxer mais benefícios ao consumidor, privilegiando, assim, a sua boa-fé objetiva”.

O relator sustentou que a decisão que autorizou o custeio da cirurgia pelo plano de saúde deve ser mantida, uma vez que é dever da Unimed “suportar integralmente as despesas indicadas na exordial, notadamente ante o direito à vida e à saúde protegidos constitucionalmente e que devem se sobrepor a qualquer outro comando legal”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 29 de Junho de 2017
09:41
Cassilândia
Quarta, 28 de Junho de 2017
10:00
Receita do Dia
Terça, 27 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)