Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/04/2010 07:12

Último presidente militar da Argentina é condenado a 25 anos de prisão

Luiz Antônio Alves, Agência Brasil

Brasília - A Justiça argentina condenou onte, (20) o último presidente militar do país, Reinaldo Bignone, a 25 anos de prisão por crimes de lesa-humanidade durante o período da ditadura. Bignone, de 81 anos, teve a prisão domiciliar revogada e cumprirá a pena em cadeia comum. Mais seis acusados tiveram pena idêntica.



De acordo com a acusação, durante os últimos anos do regime militar argentino, Bignone praticou crimes na guarnição de Campo de Mayo, onde foram instalados centros de tortura e uma maternidade clandestina.



O ministro argentino da Justiça, Julio Alak, disse que a condenação de Bignone é um ato exemplar, porque se trata de um dos mais "sangrentos representantes do genocídio ocorrido na Argentina entre 1976 e 1983".



O Campo de Mayo, disse o ministro, "onde Bignone conduziu práticas atrozes de repressão ilegal, foi, com a Escola de Mecânica da Marinha, um dos maiores centros clandestinos de detenção do regime militar".



De acordo com Alak, "a condenação de Bignone é um novo e gigantesco passo no caminho da busca da verdade e da justiça, aberto pelo governo argentino a partir da decisão inarredável de terminar com a impunidade no país".



Edição: João Carlos Rodrigues

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)