Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/09/2006 19:11

TRE/MS faz votação paralela no dia 1º de outubro

TRE/MS

No dia das Eleições, 1º de outubro, será realizada, das 8h às 17h, a auditoria de verificação do funcionamento da urna eletrônica, através de uma votação paralela.

A votação paralela será feita nas dependências do Fórum Eleitoral de Campo Grande, que fica na Rua do Diário, nº180, lateral ao prédio do TRE, no Parque dos Poderes (nova sede dos cartórios eleitorais da capital).

Credenciamentos

Os trabalhos da Comissão poderão ser acompanhados por representantes do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil, pelos fiscais indicados pelos partidos políticos e das coligações partidárias que concorrem às Eleições 2006 para os cargos de Presidente da República e Vice-Presidente da República, Governador de Estado e Vice-Governador, de Senador da República e respectivos Suplentes, de Deputado Federal e Deputado Estadual, bem como por entidades representativas da sociedade.

Para tanto, os interessados deverão solicitar até as 19h do dia 20 de setembro do corrente ano, impreterivelmente, seus credenciamentos, mediante ofício dirigido ao Presidente da Comissão de Auditoria de Verificação do Funcionamento da Urna Eletrônica, com especificação do assunto: credenciamento de fiscais para auditoria de verificação da urna eletrônica , a ser protocolizado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), à Rua Des. Leão Neto do Carmo nº 23, Parque dos Poderes. Deve constar no ofício um número de fax e/ou endereço eletrônico, pelos quais receberão comunicações e intimações da Comissão.

Preenchimento das cédulas

Serão distribuídas 500 cédulas para os membros dos partidos que disputam as eleições em Mato Grosso do Sul, durante a primeira reunião entre esses e o juiz Vladimir Abreu da Silva, Presidente da Comissão de Auditoria de Verificação do Funcionamento da Urna Eletrônica, que acontecerá no próximo dia 21 (quinta-feira).

Também serão distribuídas 500 cédulas para alunos da Escola Estadual Hércules Maymone.

Os alunos e os membros dos partidos deverão preencher as cédulas com os números de candidatos que estão concorrendo nestas eleições para Deputado(a) Federal, Deputado(a) Estadual ou Distrital, Senador(a), Governador(a) e Presidente(a).

Logo após o preenchimento, os dois grupos depositarão as cédulas em urnas de lona distintas, que serão lacradas.

Sorteio

Na véspera das Eleições (dia 30 – sábado), das 9h às 12h, no Fórum Eleitoral de Campo Grande, será feito sorteio para determinar de quais zonas eleitorais e seções eleitorais virão as duas urnas usadas para a votação paralela. Os números de duas Zonas Eleitorais serão sorteados primeiro e, depois, as seções de cada uma das duas Zonas.

Em seguida, o juiz Vladimir Abreu da Silva, Presidente da Comissão de Auditoria de Verificação do Funcionamento da Urna Eletrônica, entra em contato com os dois juízes das Zonas Eleitorais sorteadas e pede que as urnas sejam encaminhadas para Campo Grande.

Votação paralela

Para cada urna existe um computador e duas equipes, que se revezam de 1 em 1 hora, cada uma composta por:

1 conferente
1 digitador
1 habilitador
1 votador
O conferente tira a cédula da urna de lona, confere para ver se os votos são válidos, numera a cédula e a passa para o digitador.

Então, o digitador passa os votos para o sistema do computador e são emitidas 2 vias – ou “espelho da cédula” - para cada cédula digitada. Uma via vai para o digitador, que a guarda. A outra vai para o votador, que a coloca na frente da urna para ser filmada.

Enquanto isso, o habilitador escolhe aleatoriamente em uma lista - que corresponde aos eleitores da seção eleitoral de onde aquela urna veio - um nome e respectivo número do título de um eleitor. Ele digita o número do título eleitoral para habilitar a urna.

Ao digitar os números dos candidatos da via na urna, o votador fala os números em voz alta, pois todo o processo é filmado.

Os candidatos registrados nas urnas da votação paralela são os mesmos das eleições, já que aquelas seriam usadas normalmente pela seção que foi sorteada durante as Eleições.

Quando a votação é encerrada, são impressos os dois Boletins de Urnas (BUs) e os dois BUs do sistema dos computadores. Os Boletins de Urnas correspondentes são comparados para comprovar se os resultados se equivalem. Se não forem iguais, é feita uma verificação no vídeo da urna para descobrir qual foi o erro.

A votação paralela tem o objetivo de comprovar a eficiência das urnas eletrônicas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)