Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/07/2008 18:48

TRE divulga regras e agora campanhas devem "decolar"

Bianca Cegati/Campo Grande News

A reunião desta tarde entre representantes de partidos políticos, veículos de imprensa e o juiz eleitoral da 53ª Zona Eleitoral, Luiz Carlos de Souza, a fim de esclarecer as normas eleitorais para propaganda, deve dar o impulso que falta aos candidatos a colocarem suas campanhas nas ruas.

Liberadas desde 6 de julho, as movimentações eleitorais ainda são fracas em Campo Grande, devido à espera por regulamentação da Justiça Eleitoral estadual, divulgada ontem por meio da Resolução Nº. 386 do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul).

As normas que estavam sendo aguardadas pelos candidatos a prefeito e vereador, principalmente no que tange à propaganda eleitoral via internet, restringem a campanha virtual a páginas exclusivas dos aspirantes, com terminação can.br, além de blogs e páginas de relacionamento, como Orkut, criadas apenas para tal finalidade.

Estão proibidos anúncios pagos na internet, tanto de propaganda eleitoral como a divulgação patrocinada de endereço de site de candidatos em páginas de busca, como o portal Google.

Envio de mensagens em massa não-solicitadas pela internet, conhecido como spam, por celular (torpedo), sistema de telemarketing, correio de voz ou qualquer tipo de meio de comunicação está vetado.

Está proibida, ainda, a veiculação de feitos administrativos das gestões atuais com finalidade de propaganda institucional em sites dos Poderes Executivos municipais ou endereços eletrônicos do mesmo tipo.

A propaganda via internet está permitida desde 6 de julho até 48 horas antes do dia das eleições, 5 de outubro, permanecendo proibida até 24 horas depois do pleito.

Rádio e TV – Ponto polêmico da regulação para a campanha eleitoral, as entrevistas com candidatos estão liberadas a emissoras de rádio e televisão, inclusive com a exposição de plataformas e projetos políticos, desde que seja dado tratamento semelhante pelo veículo a todos os candidatos.

Para o horário eleitoral gratuito, foi vetada a transmissão de imagens de realização de pesquisa ou consulta popular de natureza eleitoral em que seja possível a identificação do entrevistado ou em que haja manipulação de dados, mesmo que seja mostrada em forma de matéria jornalística.

Também fica proibida no horário eleitoral gratuito a inserção de propaganda de candidatos da disputa majoritária em espaço destinado aos aspirantes a cargos proporcionais e vice-versa.

A resolução completa pode ser conferida no endereço http://www.tre-ms.gov.br/noticias/Res386_2008.pdf.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)