Cassilândia, Sábado, 24 de Junho de 2017

Últimas Notícias

30/03/2004 16:09

Trabalhador rural pode ter aposentadoria facilitada

Agência Câmara

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público está analisando dois projetos de lei de autoria do deputado José Linhares (PP-CE) que buscam facilitar a aposentadoria do trabalhador rural.
Um deles, o PL 3020/04, facilita a aposentadoria dos trabalhadores rurais que periodicamente migram para a zona urbana em busca de trabalho. O projeto garante aos trabalhadores contratados de três a seis meses por empresa localizada nas regiões Sul e Sudeste a contar esse tempo para sua aposentadoria como ruralista.
Segundo o deputado, apesar de o fenômeno migratório - sobretudo de nordestinos em época de seca - ser fato conhecido, ao chegarem ao período de requerer aposentadoria, muitos trabalhadores rurais se vêem impossibilitados de obtê-la em razão de curtos espaços de tempo de empregos transitórios.
O projeto determina que, para a obtenção do benefício, o trabalhador deverá comprovar ao Ministério Público que sua atividade principal é de natureza rural, o que poderá ser feito por provas testemunhais.

Carteira mal assinada
A outra proposta (PL 3019/04) permite a aposentadoria de trabalhadores rurais com carteira profissional assinada por prefeitos até 1988 mesmo que os empregadores não tenham pago os encargos obrigatórios para o Regime Geral de Previdência Social. De acordo com o autor, diversos prefeitos com gestões até 1988 assinaram as carteiras dos empregados sem recolher o benefício. Além disso, os ruralistas estão sendo rejeitados pelo INSS pelo fato de que suas carteiras profissionais estão assinadas como se fossem trabalhadores de outras áreas.
O projeto prevê que a comprovação da assinatura das carteiras de trabalho ficará a cargo das gerências regionais do Ministério da Previdência e Assistência Social e de seus órgãos subordinados.

Regras de hoje
Pela lei atual, o trabalhador rural (empregado, contribuinte individual ou segurado especial) pode requerer aposentadoria por idade ou por tempo de serviço, no valor de um salário-mínimo, mesmo que não tenha contribuído para o INSS.
No primeiro caso, a idade mínima é de 60 anos para homens e 55 para mulheres, mas também é necessário comprovar o efetivo exercício da atividade rural de acordo com uma tabela progressiva. Para os que se aposentam em 2004, por exemplo, o tempo exigido é de 138 meses (11 anos e cinco meses).
Na segunda hipótese, não há idade mínima exigida. O trabalhador rural precisa comprovar 35 anos de trabalho, se homem, e 30 anos, se mulher.

Depois da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, os projetos serão analisados pela Comissão de Seguridade Social e Família. Ambos tramitam em regime conclusivo.



Da Redação
Edição - Patricia Roedel


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 24 de Junho de 2017
Sexta, 23 de Junho de 2017
Quinta, 22 de Junho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)