Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/02/2005 16:50

Suspenso trabalhos nas varas federais de MS e SP

Jacqueline Lopes / Campo Grande News

Está suspenso o expediente das varas federais de Mato Grosso do Sul e São Paulo. A presidente do Conselho da Justiça Federal da 3ª Região, desembargadora federal Anna Maria Pimentel, interrompeu temporariamente os prazos processuais e o expediente externo nas Subseções Judiciárias das Seções Judiciárias destes estados, durante os dias 9, 10 e 11 de fevereiro de 2005.
No período serão realizadas as audiências já designadas. As medidas de caráter urgente serão atendidas pelo plantão. Os Juizados Especiais Federais funcionarão normalmente.
A suspensão dos prazos e do expediente externo atende à solicitação da Ordem dos Advogados do Brasil Secção de São Paulo, da OAB Seção Mato Grosso do Sul e da Associação dos Advogados de São Paulo.
Além dos ofícios, o presidente da AASP, José Diogo Bastos Neto e a presidente em exercício da OAB São Paulo, Márcia Regina Machado Melaré foram recebidos pela presidente do TRF3, desembargadora federal Anna Maria Pimentel.
A Comissão Temporária dos Projetos do Sistema Único de Acompanhamento Processual da Terceira Região e o diretor do Foro da Seção Judiciária do Estado de São Paulo, juiz federal Mauricio Kato, manifestaram-se favoravelmente às medidas pleiteadas, já que consideram necessária a paralisação técnica do sistema para otimizar equipamentos e programas. O S3R começou a ser implantado, na Seção Judiciária de São Paulo, durante o recesso judiciário e foi disponibilizado para o público no dia 10 de janeiro. O sistema apresentou lentidão, que deve ser corrigida nos próximos dias, agravado devido à demanda represada em função do recesso.
O procurador da república Mauro Cichowski espera após o carnaval conseguir definir a situação dos índios terena, que brigam na Justiça pela permanência nas fazendas da região de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti, a cerca de 63 km da Capital. O recurso do MPF (Ministério Público Federal) está sendo acompanhado em São Paulo, no TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), pela procuradora Ana Lúcia Amaral, que aguarda a chegada do relator, que está em férias, para obter o resultado do pedido para que os índios permaneçam na área por mais um período.
Os indígenas perderam na Justiça Federal a quebra de braço com os proprietários. A ordem agora é para que desocupem as propriedades.
Mas, Cichowski responsável pelo recurso apresentado ao TRF3, espera conseguir o efeito suspensivo, ou seja, a ordem só poderá ser cumprida após decisão do TRF3.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)