Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

03/08/2007 10:23

Sem medicamentos, portadores de esclerose vão à Justiça

Fernanda Mathias - Campo Grande News

Há cerca de 30 dias sem o medicamento Rebif, usado para controle da esclerose múltipla, os portadores desta doença ingressaram na Justiça para garantir a continuidade do fornecimento pelo governo do Estado. A ação foi ingressada na última sexta-feira pelo advogado Marco Aurélio Barbosa Siufi, que representa a Associação dos Portadores de Esclerose Múltipla de Mato Grosso do Sul.

O drama se assemelha ao vivido pelos renais crônicos que receberam transplante de rim e precisam ingerir medicamentos para evitar rejeição. Neste caso, o governo alegou que o fornecedor de medicamentos teria atrasado a entrega. Segundo Siufi, a informação dada pelo governo, no caso do Rebif, é que teria ocorrido um erro no processo licitatório, que prejudicou a compra do medicamento.

Segundo ele, mais de 200 pessoas recebem o medicamento para tratamento de esclerose múltipla no Estado. O remédio, de uso contínuo, tem custo elevado. Os gastos estimados, se o tratamento for feito de forma particular, são de R$ 4 mil mensais. O medicamento é disponibilizado na Casa da Saúde e distribuído através da Associação. Siufi espera que até hoje haja uma decisão liminar em favor dos doentes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)