Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/07/2005 15:37

Reprovados no Exame da OAB viram quase advogados

Perfil News

O grande índice de reprovação na prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) tem criado uma nova categoria de profissionais, os quase advogados. Para exercer a profissão não basta o aluno ter feito uma faculdade de Direito reconhecida pelo Ministério da Educação. É preciso que ele seja aprovado no exame para se filiar à OAB e conseguir seu registro profissional. No último exame da Ordem foram aprovados na região de São José do Rio Preto (SP), 65 bacharéis em Direito dos 1.066 inscritos na primeira fase, o que representa 6,5%. Os dados fazem parte de uma estatística feita pelo vice-presidente da OAB Rio Preto, Roberto Luchezi.

O presidente da OAB Rio Preto, Flávio Marques, diz ter ciência da existência dos quase advogados, mas não consegue comprovar a prática. “A OAB não tem condições para verificar essa prática escritório por escritório. São muitos”, explica. Segundo Marques, não exista nada de impeça um bacharel de trabalhar com um advogado, mas é preciso que ele esteja inscrito como estagiário na OAB. Como os estudantes, ele não pode assinar peças, apenas auxiliar os profissionais.

O vice-presidente da OAB alerta que o bacharel que for pego exercendo a profissão pode responder criminalmente por falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão. O advogado que assinar por um bacharel será julgado pela Comissão de Ética da OAB e pode perder o direito de atuar.

Fonte: Rio Preto News

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)