Cassilândia, Sábado, 19 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

11/11/2003 08:29

Projeto amplia controle sobre números da Previdência

Agência Câmara

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara Federal aprovou Projeto de Lei Complementar do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE) que pretende alterar a Lei de Responsabilidade Fiscal (LC 101/2000), com o objetivo de tornar mais transparente a situação financeira e atuarial dos regimes geral de previdência social e próprio dos servidores públicos e do Fundo de Amparo ao Trabalhador.
O Projeto aprovado - já com a emenda realizada pela Comissão - estabelece que o Relatório Resumido da Execução Orçamentária, referente ao último bimestre do exercício, será acompanhado também de demonstrativos das projeções atuariais dos regimes de previdência social, geral e próprio dos servidores públicos, os quais também evidenciarão:
1) as ações de combate à fraude realizadas nos exercícios anterior e corrente;
2) impacto financeiro das ações de combate à fraude no exercício anterior, discriminando o número de fraudes e os valores envolvidos;
3) as ações propostas para o combate à fraude para os dois exercícios subseqüentes; e
4) a estimativa do impacto financeiro das ações de combate à fraude para os dois exercícios subseqüentes.
O PLP 9/03 estabelece ainda que as fraudes contra os regimes de previdência social, geral e próprio dos servidores públicos são as previstas na Lei 9983/00 - legislação que alterou o Código Penal, definindo ilícitos como: apropriação indébita previdenciária e o não repasse à previdência social das contribuições recolhidas.

MORALIZAÇÃO
Para o relator da matéria, deputado José Militão (PTB-MG), a proposição "possui caráter manifestamente moralizante, ao atribuir ao Poder Executivo não só a necessidade de reforçar as medidas adotadas para restringir as fraudes contra a Previdência, mas também apresentar à sociedade sua estratégia de combate à corrupção contra os regimes geral de previdência social e próprio dos servidores públicos". Em sua avaliação, o projeto permitirá o revigoramento da função fiscalizadora da Câmara, prerrogativa que, em sua opinião, "tem sido esquecida pelo parlamento brasileiro nos últimos tempos".

O projeto será ainda apreciado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Redação. Se aprovado, seguirá para o Plenário.




Reportagem - Maristela Sant'Ana
Edição – Paulo Cesar Santos

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 18 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
06:40
Libertadores da América
Quinta, 17 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)