Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

01/07/2005 16:36

Presidente da CPMI avalia depoimento de Jefferson

Agência Câmara

O longo depoimento do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, nesta quinta-feira, trouxe dados novos que contrastam com as informações dos primeiros depoentes e que começam a clarear um pouco mais a gravação do flagrante de corrupção na estatal. A avaliação é do presidente da CPI Mista, senador Delcídio Amaral (PT-MS). "Nós tivemos condições de fazer uma análise clara não só do motivo principal da denúncia, mas dessa inter-relação, principalmente entre diretorias dos Correios.”
O senador ressalta que outro ponto importante foi a motivação da gravação, que estão constatando que houve um enfoque muito mais político e não comercial propriamente dito. “Aparentemente, uma sinalização clara de que existe uma estrutura que já vem se arrastando há muito tempo, principalmente de gravações ilegais e evidentemente outras informações que foram trazidas pelo deputado Roberto Jefferson, que vão ser fundamentais para as investigações da CPI."

Levantamento no shopping
A CPI Mista dos Correios aprovou requerimento para que a Polícia Federal faça um levantamento de todas as pessoas que estiveram no prédio do Brasília Shopping, onde funciona a agência do Banco Rural, apontada por Roberto Jefferson como o local onde seriam feitos saques para o pagamento do suposto “mensalão”. Os parlamentares querem saber nomes, dias e horários.
Delcídio do Amaral informou que a CPMI também decidiu quebrar os sigilos bancário, fiscal e telefônico, referentes aos últimos cinco anos, das quatro empresas pertencentes ao empresário Marcos Valério: SMP&B Comunicação, DNA Propaganda, Grafite, Estratégia Marketing e Multiaction. O senador espera que esses dados estejam à disposição da CPMI na próxima semana. Também foi pedido à Receita Federal os dados da movimentação bancária dessas empresas. O depoimento do publicitário Marcos Valério, considerado pessoa-chave no esquema de corrupção denunciado por Roberto Jefferson, está previsto para quarta-feira (6).
A CPMI já agendou para quarta-feira (6), às 9 horas, os depoimentos de José Fortuna, Kasser Bittar, Jairo Martins de Souza e Edgar Lange, agentes ou ex-agentes do antigo Serviço Nacional de Informações (SNI) ou da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A reunião será na sala 2 da ala Senador Nilo Coelho, no Senado Federal.
Os dados sobre a CPMI dos Correios já estão disponíveis no site
www.cpmidoscorreios.org.br.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)