Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/10/2008 13:27

Prefeitos vão à audiência para pedir recursos da União

Nadyenka Castro e Paulo Fernandes - Campo Grande News

Prefeitos de diversos municípios de Mato Grosso do Sul estão na Assembléia Legislativa, em Campo Grande, onde é realizada audiência pública sobre o orçamento da União, cujo relator é o senador Delcídio do Amaral (PT).

Eles pedem recursos para as cidades administradas por ele. Além de prefeitos, há vereadores, deputados estaduais e federais. O governador André Puccinelli (PMDB), também está na Assembléia.

Valdeli dos Santos Rosa (PMDB), prefeito de Costa Rica, disse que está na Assembléia para pedir emendas para conclusão da pavimentação asfáltica da BR-359, que liga Coxim a Alcinópolis, passando por Costa Rica. Segundo ele, a rodovia chega ainda em Mato Grosso e Goiás.

Valdeli disse que são necessários R$ 170 milhões para conclusão. O prefeito declarou ainda que vai pedir recursos também para saneamento básico, que de acordo com ele, atende somente 44% da população da cidade, chegando a 50% no fim do mandato dele, que já está no segundo consecutivo e elegeu o candidato apoiado por ele.

Também quer recursos para saneamento básico o prefeito eleito em Amambai, no Sul do Estado, Dirceu Lanzarini (PR). Segundo ele, somente 30% da população é atendida com rede de esgoto. Dirceu também quer recursos para infra-estrutura, drenagem, habitação e saúde.


O prefeito reeleito em Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), também está na Casa de Leis e disse, sem dar detalhes, que a prioridade dele é saúde e educação.

Já o prefeito reeleito de Porto Murtinho, na fronteira com o Paraguai, Nelson Cintra (PSDB), contou que quer recursos para conclusão da orla do rio Paraguai.

Obra que pretende impedir que as águas do rio que divide os dois países invada a cidade. “Vai dar mais segurança para a cidade”, declarou. O barranco do rio está desmoronando.

Nelson Cintra explica que a primeira fase da construção dos muros de concreto e canais de drenagem, já está pronta e custou R$ 8 milhões. Para a segunda fase são necessários R$ 14 milhões. O custo total da obra, conforme Cintra, é de R$ 36 milhões.

O prefeito disse que deve ir na próxima semana a Brasília para tratar da liberação de recursos no Ministério da Integração.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)