Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

13/03/2009 17:02

Policial confessa crime, mas diz que tiro foi acidental

Ãngela Kempfer e Aline Queiroz, Campo Grande News

Na manhã de hoje, ao chegar para trabalhar na DEAM (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher), o policial Cleidival Antônio Vasquez Bueno, de 47 anos, começou a chorar ao ver a delegada Lúcia Falcão e disse apenas: “Aconteceu um acidente com a Elaine”.

A cena foi descrita pela delegada, ao confirmar que o investigador assumiu logo cedo, por volta das 8h30, a autoria do assassinato da policial Elaine Yamazaki, de 35 anos.

Antes, os colegas de Vasquez já haviam dado a principal pista que levaria ao autor do crime. Testemunhas viram uma moto Twister preta deixar a avenida Salgado Filho na contramão,local onde foi encontrado o corpo da investigadora na manhã de hoje.

Foram os próprios policiais da DEAM a lembrar que Vasquez tem o mesmo modelo de moto. Os investigadores foram até a casa do suspeito e a mãe dele confirmou que o filho não havia dormido em casa, e que apenas passou pela manhã para trocar de roupa e seguir para o serviço.

Nesse meio tempo, Vasquez confessou o crime á delegada. Na versão dele, o tiro foi acidental, ele teria colocado a arma no painel do carro de Elaine, um Fiesta Sedan e ela disparou.

A bala atingiu o rosto da vítima, que morreu na hora. Vasquez contou ter entrado em desespero e fugido do local.

O encontro entre os dois ocorreu por volta das 23 horas, segundo o policial. Ele diz ter ido até a universidade Estácio de Sá, onde Elaine estudava, e de lá seguiu de moto o Fiesta até a avenida Salgado Filho.

Elaine fazia o percurso diário de volta para casa e entrou algumas quadra antes do caminho de rotina, abordada por Vasquez. Ele sustenta que os dois mantinham um caso extra-conjugal, já que Elaine é casada.

O autor informou, inclusive, há quanto tempos os dois mantinham o relacionamento, mas segundo o delegado da Depac, Cláudio Zotto, responsável pela investigação, ainda é cedo para confirmar que os dois eram amantes.

A história pode ser uma invenção do policial na tentativa de encobrir uma frustração amorosa, diante da recusa de Elaine de qualquer envolvimento com Vasquez.

O delegado diz que a ação foi muito rápida, entre às 23 e às 24 horas. Ele conta que houve uma conversa "em tom alto" e depois o tiro.

Nada foi levado do carro, e o corpo só foi encontrado na manhã de hoje, porque o local é de pouco tráfego de veículos e pedestres.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)