Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/06/2014 15:41

Polícia já ouviu 4 e investiga caso da mãe que matou filha e se suicidou

Midiamax

O caso de Luzia Marques de Souza Cavalcante, 38 anos, tida como a autora do crime de homicídio da própria filha na terça-feira (11), ainda está sendo investigado pela polícia de Paranaíba, município a 413 quilômetros da Capital.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Arivaldo Teixeira, quatro pessoas já foram ouvidas, entre elas, os vizinhos que socorreram as duas filhas de Luzia e também o irmão dela. O delegado contou que o suicídio da mãe está sendo tratado como homicídio até que o caso seja concluído, para que nenhuma hipótese seja descartada.

Para Arivaldo, até o momento não há dúvidas de que Luzia foi a autora do crime de homicídio de uma das filhas e de suicídio. “O que foi apurado até o momento, não foge muito do que consta no boletim de ocorrência. Ela tinha algum distúrbio, todos os depoimentos colhidos vão nesse sentido.”, diz o delegado.

As informações obtidas com o irmão de Luzia são de que ela era uma pessoa de difícil convivência. Ele ainda declarou à polícia que seu cunhado era uma pessoa boa e que não acha que ele possa ter sido o autor do crime.

Mais quatro ou cinco pessoas ainda serão ouvidas sobre o caso, de acordo com o delegado. Ele disse que a criança, de 8 anos, que também foi ferida pela mãe, não deverá ser ouvida, para que ela não precise passar por todo o sofrimento novamente. A polícia também aguarda o resultado da perícia.

O Crime

Luzia matou uma filha, de 14 anos, e feriu a outra, de 8 anos, na madrugada desta terça. A adolescente foi atingida no pescoço pela mãe com um facão e ainda ajudou a irmã a pedir socorro para vizinhos, mas não resistiu ao ferimento e morreu antes da chegada do Corpo de Bombeiros.

A mãe se enforcou com o cabo elétrico do secador de cabelo. Ela morava na casa com as duas filhas e o marido, que estava trabalhando no momento do crime. A mulher ainda deixou uma carta para o marido antes de morrer, com orientações sobre despesas e dizendo que 'agora ele estaria livre dela e das filhas'.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)