Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/02/2014 09:39

Polícia desvenda roubo de corrente de R$ 80 mil que teve morte de policial

Campo Grande News

A Polícia Civil apresentará, às 10h desta quarta-feira (19), os autores do roubo de uma corrente avaliada em R$ 80 mil. Segundo o delegado João Eduardo Davanço, da Deco (Delegacia Especializada em Combate ao Crime Organizado), as investigações apontaram a participação de mais pessoas, além dos sete já indiciados por esconderem a jóia, participarem da execução do investigador Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, e ainda ferir o policial Osmar Ferreira, 39.

A corrente pertenceria a um empresário, que não teve o nome revelado. Assim que ele registrou a ocorrência na Polícia, a Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) iniciou as investigações. Em uma das diligências, após forjar um encontro com um travesti que estaria escondendo o objeto, dois policiais foram ao local, no bairro Campo Nobre, em Campo Grande.

O policial Osmar entrou na casa, porém, depois de reconhecido por um dos autores, ele foi ferido. Pouco antes dele desmaiar, Dirceu saiu para socorrê-lo e foi alvejado pelos bandidos. O resultado pericial apontou que a vítima morreu com três tiros, sendo que um deles atingiu o abdômen e outros dois foram disparados à queima-roupa, na cabeça.

“Este crime foi cometido para assegurar a impunidade de um anterior, que foi o roubo da jóia avaliada em R$ 80 mil. O travesti Alexsandro Gonçalves Rocha, 19 anos, no último momento, não quis entregar a corrente e então contou com a ajuda do irmão, Alexandre Gonçalves Rocha, 21 anos, para imobilizar e asfixiar Osmar”, disse em coletiva o delegado João Reis Belo.

Eles contaram com a ajuda de um adolescente de 15 anos, Giovani de Oliveira Andrade, 18 anos, os irmãos Cleber e Renato Ferreira Alves, de 21 e 36 anos respectivamente, além de Lúcia Helena Barbosa, 50 anos, mãe do travesti Alexia e de Alexandre e que escondeu a corrente no seu guarda-roupa.

Cada qual com a sua participação, os envolvidos respondem pelo homicídio, lesão corporal dolosa, receptação dolosa, porte ilegal de arma, resistência e possivelmente a corrupção de menores. A pena pode ser superior a 20 anos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)