Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/06/2007 13:40

PF deve ouvir 20 presos da operação Xeque-Mate nesta 3ª

Marina Miranda e Nadyenka Castro/Campo Grande News

Ao todo, 20 presos ontem pela operação Xeque-Mate, que visa o combate à máfia dos caça-níqueis, devem ser ouvidos nesta terça-feira pela Polícia Federal. Eles estão no presídio federal e estão sendo aguardados na superintendência, em Campo Grande.

Entre os que devem prestar depoimento hoje, está Dário Morelli, compadre do presidente Luis Inácio Lula da Silva. Hoje, durante entrevista na Índia, o presidente disse, ao ser informado por jornalistas que o compadre havia sido preso, que Dário deve ser investigado e interrogado, para que seja dado o veredicto.

A Polícia Federal revistou ontem a casa do irmão mais velho de Lula, Genival Inácio da Silva, o Vavá, em São Bernardo do Campo (SP), como parte da operação executada em seis Estados. O presidente disse hoje que não acredita que Genival esteja envolvido em nenhuma atividade criminosa.
"Todos podem ser objeto de investigação. Não acho que ele esteja envolvido em nada, sinceramente não acredito", disse Lula.

Xeque-Mate – A operação deflagrada ontem começou a ser orquestrada no ano passado pela polícia em Mato Grosso do Sul. As investigações envolvem dois inquéritos, o primeiro apura a prática de contrabando e descaminho de componentes eletrônicos para a utilização em máquinas caça-níqueis. Já o segundo, verifica a corrupção de policiais civis e envolvimento com tráfico de drogas no estado do Mato Grosso do Sul, mais especificamente no município de Três Lagoas.
Há indícios de policiais envolvidos em propina, para permitir atividades ilícitas, entre elas, estelionato, tráfico de influência, extorsão, receptação, contrabando e descaminho.

Em todo País 77 pessoas foram presas, 56 só em Mato Grosso do Sul. Entre os detidos estão três oficiais da Polícia Militar, um delegado da Polícia Civil, os empresários Nilton César Servo Segundo, filho do candidato a deputado federal Nilton César Servo, e o filho do empresário Jamil Name, o Jamil Name Filho.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)