Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/04/2005 14:25

Pesquisa revela que 9% são favoráveis a fracionamento

Irene Lôbo / ABr

A consulta pública sobre a venda fracionada de remédios proposta pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), encerrada no último dia 03 de abril, confirmou que a maioria dos setores interessados é a favor da medida. Das 163 contribuições enviadas por setores da sociedade civil organizada e por entidades farmacêuticas de varejo e do segmento industrial, 90% se manifestaram favoráveis ao fracionamento e 10% foram contra a idéia.

Entre os que apóiam a medida, 70% são absolutamente favoráveis e 20% aceitam a proposta do governo, mas sugerem modificações. O resultado foi divulgado hoje (13) pelo diretor da Anvisa, Dirceu Raposo de Mello, durante uma audiência pública sobre o tema realizada em Brasília.

A posição favorável da sociedade era o passo que faltava para agilizar a implementação da medida, que já foi autorizada pelo decreto presidencial 5.348, publicado no Diário Oficial da União em 20 de janeiro deste ano. De acordo com o diretor da Anvisa, restam poucas etapas para a medida finalmente entrar em vigor. Ele afirma que, num prazo máximo de 45 dias, a população já poderá encontrar as primeiras farmácias credenciadas para a venda de remédios fracionados.

"Essa é uma mudança de comportamento, uma mudança estruturante da atenção farmacêutica e de toda a cadeia de medicamentos do país. Acredito que nos próximos meses vamos ter claramente como medir o impacto dessa medida na população brasileira", disse Mello.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)