Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/10/2013 15:01

Paulista perde 60kg e realiza sonho de correr

G1
Eliana Ramos perde 60kg após uma redução de estômago e vira uma corredora (Foto: Arquivo)Eliana Ramos perde 60kg após uma redução de estômago e vira uma corredora (Foto: Arquivo)

Eliana Ramos, de 32 anos e que pesava 118kg, lembra que não conseguia passar da catraca do ônibus. Conta que sofria um bocado para comprar roupas e era motivo de deboche das vendoras quando perguntava se havia o número 52 na loja. Porém, nada pode se comparar aos problemas de saúde que surgiram: sofreu dois abortos, teve dois partos de alto risco, retirou a veia safena da perna e a vesícula. Há um ano e dez meses, ela iniciou um processo de mudança de vida ao se submeter à redução de estômago. Depois da cirurgia bariátrica, modificou os hábitos alimentares, eliminou 60kg e começou a praticar exercícios físicos. Rapidamente se apaixonou pela corrida e agora treina quase diariamente, tomou gosto por participar de provas de 5, 10 e até 21km pelo Brasil afora.

- Levava uma vida sedentária e sem estímulos. Confesso que vivia para os outros e era humilhada por causa do excesso de peso até mesmo ao fazer coisas simples, como sair para ir ao shopping ou ao restaurante. Não conseguia andar direito e era tida como uma pessoa preguiçosa. Depois da cirurgia, comecei caminhando devagar, mas poucos realmente acreditavam no meu sonho de virar uma corredora de verdade - contou a paulista Eliana, hoje com 58kg e feliz da vida com seu corpo.

O marco para o início da mudança, na verdade, foi o nascimento da sua segunda filha, Ana. Eliana planejava, dali em diante, virar exemplo de vida saudável para ela e seu irmão, Pedro, de oito anos.

- A Ana nasceu pesando mais de 5kg e eu estava com 118kg. Não emagreci nada depois do parto e passei por muitos constrangimentos nesse período. Certa vez, quebrei uma cadeira de plástico quando estava sentada. Todo riram da minha cara e ali eu prometi que mudaria esse meu estilo de vida. Estava mesmo decidida a nunca mais ouvir todo aquele tipo de gozação - destacou a paulista, que atualmente mora em Rio das Contas-BA e em Salvador.

A preocupação de Eliane não era excessiva e, sim, um passo necessário para mudar a sua situação. Sentiu o medo natural da cirurgia, teve momentos difíceis nos meses seguintes, mas seguiu firme.

- Tive medo de morrer antes da cirurgia. Nunca pensei em desistir e passei por dificuldades nos primeiros quatro meses. Vomitava quase todos os dias, tive anemia, mas não deixei de tomar as vitaminas, os remédios e de me alimentar a cada três horas. Me dediquei aos exercícios diariamente. Quando me faltava coragem, olhava as fotos antigas e seguia em frente. Fazia o meu treino na chuva e até quando estava sentindo dores no corpo - afirmou.

Mais leve e de bem com a vida, ela segue sua rotina de exercícios, mas sem se esquecer dos desafios por ela enfrentados e vencidos. Na Maratona da Caixa deste ano, em Salvador, Eliane garantiu o nono lugar na prova de 5km dentro da sua categoria. Agora, não pensa em parar.

- Ainda quero alcançar mais. Quero compartilhar minha transformação para não deixar as pessoas que sofrem desta doença desistirem. Aprendi que mesmo com sofrimento, dor e decepção, jamais devemos desistir de lutar pela vida - encerrou Eliana.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)