Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/05/2005 06:37

Ouro e prata para o Brasil na Copa do Mundo Paraolímpica

O Brasil começou bem o primeiro dia de competições nas piscinas de Manchester, Inglaterra, na Copa do Mundo Paraolímpica*. O nadador Clodoaldo Silva conquistou o ouro nos 150m medley e a prata nos 50m livre. Assim como Clodoaldo, Adriano Galvão e José Afonso Medeiros, o Caco, também enfrentaram os melhores competidores do mundo em suas categorias, mas não conquistaram medalhas nas provas que competiram, os 50m costas e os 50m borboleta, respectivamente.



O nadador Clodoaldo Silva, que conquistou seis ouros e uma prata nos Jogos Paraolímpicos de Atenas, em setembro, ganhou hoje na Copa o ouro nos 150m medley, com 2min39s00, na categoria S4. Na Copa do Mundo, nos 50m livre, Clodoaldo competiu com nadadores de todas as classes, de S1 a S11**, e conquistou a prata, com 35s32. O grande campeão da prova foi o chinês Xiaoming Xiong, da classe S9, com 26s14. As colocações dos nadadores nos 50m livre foram distribuídas conforme os recordes mundiais de suas respectivas categorias – quanto mais se aproximaram dos recordes maiores as chances de medalhas.



Clodoaldo já havia batido o seu próprio recorde mundial nos 50m livre nas eliminatórias desta manhã, com o tempo de 35s20. A marca anterior, conquistada nos Jogos de Atenas, era de 35s41. “Estou com a sensação de dever cumprido. Meu objetivo, como sempre falei, é melhorar constantemente minhas marcas e contribuir para o crescimento do esporte brasileiro. Temos que nos superar sempre”, disse Clodoaldo Silva logo após a conquista das medalhas. O técnico Carlos Paixão, que acompanhou a delegação brasileira de natação, destacou os bons resultados nessa que é a sua primeira competição internacional como técnico: “O Brasil confirmou sua posição de liderança, sem dúvida”.



“Estreamos vencendo na Copa, o que é muito importante em uma competição que reúne os melhores do mundo”, afirma Andrew Parsons, secretário-geral do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), que compõe a chefia da delegação. Os nadadores Adriano Galvão e Caco, apesar de não terem conquistado medalhas, enfrentaram competidores da elite mundial, uma vez que os participantes da Copa, apenas 350 atletas de todo o mundo, em quatro categorias, foram selecionados a partir de suas performances dos Jogos de Atenas. Caco ficou com o 6º lugar nos 50m borboleta, na categoria S7, com 35s73. O vencedor foi o chinês Rong Tian, com 31s91. Adriano Galvão ficou com o 8º lugar nos 50m costas, categoria S2, com 1min19s88. O vencedor da prova foi o britânico James Anderson, com 1min8s43. Adriano também competiu os 50m livre, mas não chegou à final.



O Brasil tem mais uma chance de medalha na Copa com a velocista Ádria Santos, que competirá amanhã (15), nos 200m livre, prova em que ganhou a prata na Paraolimpíada de Atenas. Ádria promete repetir a mesma disputa acirrada que travou nos Jogos Paraolímpicos de Atenas, quando enfrentou competidoras como a chinesa Chun Miao Wu, que ganhou o ouro na Grécia. A prova está marcada para 14h05, horário da Inglaterra, 10h05, horário de Brasília.



* Copa do Mundo Paraolímpica – A competição reúne mais de 350 atletas de 49 países, entre dias 12 e 15 de maio, em Manchester, na Inglaterra. A Copa conta com atletas quatro modalidades: atletismo, natação, ciclismo (velódromo) e basquetebol em cadeira de rodas. Os atletas participantes foram selecionados a partir das suas performances na última edição dos Jogos Paraolímpicos, em Atenas, Grécia. O site oficial da competição é http://www.paralympicworldcup.com.



** Na natação paraolímpica, os atletas são agrupados em 14 classes. A letra que determina a modalidade é o S, que vem da palavra swimming, que quer dizer natação em português. Entre os físicos, as classes são determinadas por números que vão de 1 a 10. Em via de regra, quanto menor o número da classe mais lentos são os atletas. A classe S1 reúne os nadadores com maior comprometimento motor, e a S10 agrupa os atletas com menor comprometimento. A classe 11 reúne os competidores cegos.



Delegação brasileira – Atletas: Adriano Galvão, Clodoaldo Silva e José Afonso Medeiros, na natação, e Ádria Santos, no atletismo. Staff: Edílson Alves (chefe da delegação), Andrew Parsons (secretário-geral), Roberto Vital (diretor-médico), José Faustino de Lima (enfermeiro), Carlos Paixão (técnico da natação) e Ciro Winckler (técnico do atletismo).




Assessoria de Comunicação do CPB

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)