Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/06/2010 07:39

Novela da Record

Ribeirão do Tempo

Joca explica a Ajuricaba que visita o professor de vez em quando como amigo. Ajuricaba avisa que investigação é trabalho da polícia. Flores diz a Ajuricaba que Joca está apenas lhe ajudando a organizar alguns assuntos particulares. Flores conta para o delegado que é o único herdeiro dos bens de Dirce. Ajuricaba diz ao professor que o mais intrigante no assassinato de Dirce é não ser possível identificar um motivo para o crime.

Carlos desconfia de Guilherme, que finge não ligar para Tião/Diana. Guilherme fala para Diana que a qualquer hora a prefeitura vai invocar com o fato de ela se passar por guia turístico. Guilherme chama Diana pra lanchar no Agito Colonial. Carlos vê os dois e quase briga com Diana/Tião.

Flores fala para Joca que eles precisam ficar atentos a possíveis suspeitos. Ajuricaba pede para Marta descobrir alguma ilegalidade na vida de Joca. Lincon manda Carmem ficar em cima do delegado para conseguir uma entrevista. Ellen e Patrícia conversam sobre a poluição que as obras do resort estão trazendo para a cidade.

Arminda lembra do dia em que Joca caiu em seu banheiro. Ela se resolve afinal, pega um papel e escreve um bilhete. Joca recebe o bilhete em que ela pede para ele ir ao seu escritório depois do expediente. Arminda pede a demissão sumária de dez pessoas da equipe de Bruno e alega que essa é a única forma dos prazos serem cumpridos.

Clorís diz a Vírgilo que as projeções que ele e Tito lhe apresentaram eram muito diferentes da realidade da empresa. Karina fala a Zuleide que vai se impor.

Sônia conta para a mãe que vai fazer trabalho com André e pede para ela não contar a Ajuricaba. André propõe a Sônia que eles estudem na beira do rio, porque o Agito Colonial é muito barulhento. André e Sônia terminam o trabalho. Ambos admitem que o outro é bem diferente do que imaginavam. Rola um clima e André beija Sônia, que se afasta e vai embora.

Joca dá mais fitas para Léia transcrever. Marisa conta a Heleninha que a confusão na boate vai lhe custar caro. Heleninha aconselha Marisa a se envolver com homens bacanas e que tenham dinheiro. Lílian se insinua para Nicolau, que afirma que tem um compromisso político.

Sereno vê Nicolau entrando na casa do professor. Flores diz a Nicolau que vê um futuro brilhante para ele. Nicolau conta que refletiu sobre a questão do abismo, que leva ao futuro. Flores explica ao filho do senador que se algo não for feito, a humanidade vai desaparecer e o mundo vai acabar. O professor fala que as pessoas inconformadas com a realidade vão fazer uma revolução. Ele dá a entender a Nicolau que, se for preciso, ele deve se livrar de Érico.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)