Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

27/06/2013 17:50

Nos pênaltis, Espanha vence Itália e enfrenta o Brasil na final

FPF

Na reedição da final da última Eurocopa, Espanha e Itália se enfrentaram nesta quinta-feira (27) por uma vaga nas finais da Copa das Confederações, em Fortaleza (CE). Depois de um empate sem gols em 120 minutos de jogo, a Espanha venceu a Itália nas cobranças de pênalti, pelo placar de 7 a 6.

Logo aos dois minutos, Pedro teve a chance de abrir o placar para a Espanha, mas a bola passou pela linha de fundo. A resposta italiana veio com Giaccherini, que recebeu de Gilardino e bateu longe da meta de Casillas.

A Espanha usava o toque de bola para controlar o jogo e a Itália buscava marcar forte para tentar o ataque. Aos 16, De Rossi cruzou para Maggio aparecer sozinho e cabecear, mas Casillas defendeu.

Os italianos conseguiram aumentar a pressão e buscar o ataque. Aos 35, Giaccherini apareceu pela esquerda e fez o cruzamento, para Maggio novamente tentar o cabeceio, que o goleiro espanhol conseguiu defender quase cara-a-cara com o jogador da Itália.

A resposta espanhola veio com Fernando Torres, que recebeu, tirou Barzagli da jogada e bateu cruzado, mas com a bola indo pela linha de fundo.

Iniesta e Fernando Torres fizeram a tabela e o jogador do Barcelona bateu para a defesa de Buffon, no começo do segundo tempo.

A Espanha tentava manter a postura em campo, mas a Itália tentava ter a posse de bola no campo ofensivo. Iniesta, aos 18, partiu com a bola e tentou o chute, mas sem sucesso.

Marchisio teve a chance de fazer o gol italiano, após troca de passes, mas Piqué apareceu para tirar a bola antes dela entrar no gol. A Espanha respondeu com Pedro, que tentou o chute e viu a bola ir pela linha de fundo.

Os dois times tentaram pressionar nos minutos finais, buscando criar chances, mas sem conseguir evitar a prorrogação.

Jesús Navas, no começo da prorrogação, tentou o chute após rebote de cruzamento na área, mas Buffon fez a defesa. A Espanha iniciou atacando e criando a maior parte das chances de gol.

Jordi Alba aparece na área para completar lançamento de Iniesta, mas mandou pela linha de fundo. A pressão espanhola, apostano no jogo aéreo e na bola parada, continuou durante a etapa inicial da prorrogação, sem sucesso.

Mata, aos três da etapa final da prorrogação, arriscou o chute e a bola passou perto do gol de Buffon. A Itália tentava tocar a bola e criar chances de gol.

Xavi ficou com espaço para arriscar a finalização, Buffon defendeu e Javi Martínez por pouco não fez no rebote. Depois, Jesús Navas bateu cruzado, sem sucesso.

Com o empate no tempo normal, o jogo foi para os pênaltis. Candreva, com cavadinha, abriu o placar para os italianos. Xavi, logo depois, empatou para a Espanha.

Aquilani recolocou os italianos na frente. Na vez espanhola, Iniesta botou no canto do gol de Buffon, igualando novamente o placar.

De Rossi fez o terceiro gol italiano na série de cobranças. Piqué não desperdiçou sua cobrança e deixou o placar novamente igual em 3 a 3.

Pela Itália, Giovinco fez o gol. Sergio Ramos também marcou o gol e o placar continuou empatado na série inicial de penalidades.

Pirlo bateu rasteiro e lento, marcando o quinto gol italiano. Mata marcou para a Espanha, tirando Buffon da jogada e encerrando a primeira série de cobranças em 5 a 5.

Na segunda série de cobranças, Montolivo colocou a Itália na frente do placar. Busquets também fez o seu e a Espanha empatou novamente a série.

Bonucci foi para a cobrança, mas a bola foi muito longe do gol. Jesús Navas cobrou e fez o gol que levou a Espanha à grande final da Copa das Confederações.

A Espanha terá pela frente na final da competição o Brasil, que venceu o Uruguai na outra semifinal.

Ficha Técnica

Espanha (7) 0 x 0 (6) Itália

Local: Arena Castelão, em Fortaleza, Ceará;

Árbitro: Howard Webb (Inglaterra);
Assistentes: Michael Mullarkey e Darren Cann (ambos ingleses);

Espanha: Casillas; Arbeloa, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Xavi, Iniesta, David Silva (Jesús Navas) e Pedro (Mata); Fernando Torres (Javi Martínez)
Técnico: Vicente del Bosque.

Itália: Buffon, Barzagli (Montolivo), Bonucci e Cheillini; Maggio, De Rossi, Pirlo e Giaccherini; Candreva e Marchisio (Aquilani); Gilardino.
Técnico: Cesare Prandelli.

CA: De Rossi (ITA) e Piqué (ESP)

Pênaltis: Itália 6 (Candreva, Aquilani, De Rossi, Giovinco, Pirlo e Montolivo) x 7 Espanha (Xavi, Iniesta, Piqué, Sergio Ramos, Mata, Busquets e Jesús Navas)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)