Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/09/2010 19:00

Mulher que raptou bebê criou "novela” para se explicar

Denis Matos e Danúbia Burema, Campo Grande News

A mulher, ainda não identificada, que raptou o bebê no Hospital Universitário criou diversas versões para explicar o roubo da criança. Mesmo enquanto era levada para o 10º Batalhão, ela continuava a simular que amamentava a menina.

A PM disse que ele teria simulado a gravidez e saiu de casa de manhã dizendo ao marido que iria ter o bebê. Ainda de manhã, teria ligado para o marido e disse que a menina teria nascido e era linda.

Enquanto era levada pelos policiais até o batalhão, ela simulava amamentar a pequena Keila. Um dos policiais ao ver a cena, retirou a menina do colo da mulher e pediu que ela mostrasse se tinha leite nos seios. De acordo com ele, não saiu nem uma gota.

Falhas – O diretor-geral do HU, o médico José Carlos Dorsa Pontes, disse em entrevista que assim que a direção soube do rapto, acionou os policiais. Ele também disse que HU tem câmeras de circuito interno, mas não captaram nenhuma imagem do rapto. Pontes acredita que ela tenha passado por alguma área de serviço durante a fuga.

De acordo com o médico, o fato não compromete a segurança do hospital e seria, apenas, a segunda vez que um rapto acontece no HU. Ele não deu detalhes de quando aconteceu o outro rapto.

A direção irá abrir sindicância para apurar as falhas da segurança, já que é necessário preencher formulários e registros para entrar em certas áreas do hospital.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)