Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/11/2005 07:24

Mudanças nas eleições

Agência Câmara

O deputado Marcelo Barbieri (PMDB-SP) apresentou, nesta terça-feira, na comissão especial que analisa o assunto, parecer preliminar sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 446/05, que adia de 30 de setembro para 31 de dezembro deste ano o prazo para mudanças no processo eleitoral de 2006. O relator espera que sua proposta seja votada nos próximos 20 dias pela comissão. A reforma política foi assunto também em reunião com o presidente da Câmara, Aldo Rebelo, e com líderes de partidos.
Barbieri propôs a inclusão de uma série de regras no texto da Constituição. Algumas delas são polêmicas, como a criação de listas preordenadas pelos partidos políticos para as eleições de deputados estaduais, distritais e federais; o financiamento exclusivamente público de campanhas; a proibição das coligações proporcionais; e a criação das federações partidárias.

Negociações
Na reunião desta terça-feira com líderes de partidos e com o presidente Aldo Rebelo, Barbieri chegou ao entendimento de que não bastava prorrogar o prazo para mudanças, mas que também seria necessário deixar claro quais são as alterações na legislação eleitoral pretendidas para o ano que vem.
Barbieri propôs mais rigidez em questões como a fidelidade partidária. Ele sugere que o parlamentar eleito a partir de uma lista fechada possa se desfiliar do partido durante o mandato, mas não se registrar em outro partido. "E, caso queira se candidatar por outra legenda, terá que renunciar ao mandato que ocupa", acrescentou.
O líder do PT, deputado Henrique Fontana (RS), diz que as discussões sobre a reforma política ainda têm espaço na agenda da Câmara. "A pior de todas as pizzas é terminar essa crise política e dizer ao povo brasileiro que esse sistema político que nós temos hoje é o ideal e que deve continuar exatamente como é."
Barbieri explicou que a idéia é que cada item do substitutivo seja discutido pelos integrantes da comissão especial de modo a se chegar a um parecer definitivo com os pontos aprovados pela maioria dos deputados. A idéia é apresentá-lo até o próximo dia 22, após novas discussões em reunião da comissão a ser realizada no dia 10.

Apanhado
Ao elaborar a sugestão de substitutivo com as mudanças consideradas urgentes, Marcelo Barbieri tomou como base as propostas sobre legislação eleitoral discutidas no Congresso nos últimos seis anos. A principal delas é o Projeto de Lei 2679/03, da Comissão Especial da Reforma Política, aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania em junho deste ano.
Barbieri reforçou que as regras previstas no substitutivo valem apenas para as eleições de 2006. Ou seja, trata-se de uma emenda de caráter temporário. "Após esse período, a força da emenda se esgotaria e o Congresso Nacional teria oportunidade de aperfeiçoar a legislação inovadora, tanto constitucional como infraconstitucional, a partir da experiência naquele pleito", observou.
O único ponto a ser alterado definitivamente seria o fim da verticalização, que vai liberar os partidos para fazerem as coligações mais convenientes em cada estado, mesmo que não correspondam com as coligações firmadas no plano federal.

A comissão especial do processo eleitoral de 2006 volta a se reunir na próxima semana para discutir as mudanças propostas pelo relator.


Reportagem - Luciana Mariz e Alfredo Lopes
Edição - Regina Céli Assumpção


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)