Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/03/2016 07:00

Mitos e verdades sobre a vitamina D

Terra

De uns tempos para cá, os médicos começaram a pedir mais exames e a indicar a reposição de vitamina D para mais pacientes. Esta substância, essencial para o bom funcionamento do corpo, anda em baixa no organismo da maioria das pessoas, e um dos culpados pode ser o protetor solar, que impede a absorção dos raios solares.

A vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel que atua na manutenção do tecido ósseo. Por isso pode prevenir a osteoporose. Ele também ajuda a evitar a obesidade e a depressão, controla o sistema imunológico, impedindo o aparecimento de doenças autoimunes como a esclerose múltipla, e protege o coração, pois participa do controle das contrações do músculo cardíaco. Com tantas funções e benefícios, muito se tem falado sobre essa vitamina, mas algumas informações parecem confusas e podem gerar dúvidas. Por isso, fomos atrás de especialistas para saber o que é verdade e o que é mito sobre a vitamina D. Confira:

O sol é a única fonte de absorção de vitamina D?
Mito. Existem duas formas de se obter vitamina D: através de alimentos ou pela exposição solar. Os alimentos que naturalmente possuem essa vitamina são os peixes oleosos, como o salmão, os cogumelos, as frutas e os vegetais. Entretanto, o dermatologista Gabriel Aribi explica que a obtenção desta substância pela exposição solar é mais eficiente que pela alimentação. “Quinze minutos de exposição solar por dia, entre 9h e 15h, já são suficientes para a produção de vitamina D necessária ao organismo”, diz o médico.

O filtro solar prejudica a absorção da vitamina D?
Verdade. Segundo Aribi, a ação do filtro solar diminui a área exposta ao sol, diminuindo, assim, a absorção da vitamina. “Mas todos os pacientes sempre deixam alguma área do corpo exposta”, completa o dermatologista. É importante entender que o filtro solar não é o vilão, sendo necessário para proteger a pele dos efeitos malignos dos raios solares UVA e UVB. “Se a pessoa aplicasse o filtro solar completamente, sem deixar de fora nenhuma parte do corpo, aí sim, o filtro prejudicaria a absorção da vitamina D”, afirma o médico.

Um dos sintomas da falta de vitamina D é o cansaço?
Verdade. A endocrinologista Maria Fernanda Barca explica que cansaço, dores musculares, indisposição, dores nos ossos e baixa imunidade podem ser sintomas de uma possível deficiência de vitamina D.

Um pessoa precisa de 20 mil unidades de vitamina D por dia?
Mito. Maria Fernanda diz que a quantidade diária pode variar de acordo com as necessidades de cada um. “Ela pode ser de mil unidades internacionais por dia (uma unidade internacional corresponde a 0,025 microgramas de vitamina D), mas pode chegar a 2 mil, 5 mil e até 10 mil unidades por dia”, conta a endocrinologista. Os bebês necessitam de 600 unidades, já as crianças, de 800 unidades ao dia. A especialista também explica que, apesar destes valores unitários serem variáveis, o nível de vitamina D no sangue tem de chegar a 40 ng/ml.

A falta de vitamina D na gravidez é prejudicial ao bebê, podendo até levar ao aborto?

Verdade. O ginecologista Franco Chazan afirma que a falta de vitamina D nas primeiras 26 semanas de gestação pode provocar pré-eclâmpsia e, se a deficiência continuar, pode provocar o aborto. “Para o bebê, a carência dessa substância também pode aumentar o risco do nascimento prematuro e afetar diretamente a formação óssea e muscular”, conta o médico. Para controlar a carência dessa e de outras vitaminas, ele aconselha a realização regular de exames durante a gestação.

A vitamina interfere na fertilidade dos homens?
Verdade. Segundo Maria Fernanda Barca, um estudo recente do médico Martin Jensen Blomber, da Dinamarca, comprovou que essa vitamina regula o modo como o corpo absorve o cálcio dos alimentos. “Com uma maior quantidade de cálcio, há uma melhor movimentação do esperma, o que facilita a fertilização do óvulo”, diz a endocrinologista. Ela conta que o mesmo estudo mostrou que as células de homens férteis e inférteis apresentam diferenças importantes no que diz respeito a uma das proteínas responsáveis pela absorção da vitamina D: “os que têm limitações reprodutivas motivadas pela baixa qualidade do sêmen não têm estas proteínas no esperma”, explica.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)