Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/02/2013 08:53

Missão brasileira vai ao exterior observar violência contra homossexuais

Renata Giraldi, Agência Brasil

Brasília – Pela primeira vez, o governo brasileiro prepara uma missão interministerial para combater a violência contra homossexuais e transexuais vítimas de tráfico de pessoas. No próximo dia 25, autoridades e especialistas viajarão para a Itália para observar de perto uma série de denúncias. A missão reúne representantes dos ministérios das Relações Exteriores e da Justiça, além da Secretaria de Direitos Humanos, a Polícia Federal (PF) e a Procuradoria do Trabalho.

A diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, a diplomata Maria Luiza Ribeiro Lopes da Silva, disse à Agência Brasil que há uma série de investigações em curso que indicam casos concretos de violência e tráfico envolvendo brasileiros na Itália. “É a primeira vez que haverá uma missão como essa. Sabemos que os travestis são muito visados e viraram alvos também do narcotráfico”, ressaltou.

A iniciativa faz parte da campanha brasileira de combate à violência e ao tráfico de pessoas no exterior. Inicialmente, as mulheres eram o foco da campanha. Mas, desde o fim do ano passado, as autoridades brasileiras ampliaram os alvos de atenção. “Há profissões muito visadas, como modelos e jogadores de futebol, por isso a nossa proposta de ampliar a campanha”, disse Luiza Lopes.

Além da Itália, missões de autoridades e especialistas brasileiros visitaram Portugal, a Espanha, Suíça e Holanda. Em junho, o Ministério das Relações Exteriores lançou o Guia de Retorno ao Brasil. O documento pretende orientar e dar condições de retorno aos brasileiros que seguem para o exterior e viram vítimas de redes de prostituição, exploração e tráfico de pessoas.

O guia foi lançado três semanas depois de as polícias da Espanha e do Brasil desbaratarem uma rede de prostituição masculina em que 14 pessoas foram presas. As vítimas dessa rede caracterizam o público ao qual será direcionado o documento elaborado em conjunto entre o Itamaraty e a Secretaria Políticas para as Mulheres.

No guia há informações sobre oportunidades de emprego no Brasil e alternativas para buscar ajuda. Funcionários do Itamaraty e voluntários brasileiros serão treinados para transmitir as orientações e receberão o material. A ideia é ampliar parcerias com redes locais no esforço de aumentar o apoio às vítimas.

Editado em inglês e português, o guia ficará à disposição em todos os consulados do Brasil no exterior. A cartilha é resultado de parceria dos ministérios das Relações Exteriores e da Justiça, além da Secretaria de Políticas para as Mulheres.

Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)