Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

27/01/2012 20:37

Ministério de Agricultura determina abate de gado

Luciana Bomfim Daige Taveira, noticias ms

Campo Grande (MS) - Dois lotes de bovinos com irregularidades de identificação e suspeita de contrabando em Mato Grosso do Sul – totalizando 266 cabeças – serão encaminhados para abate pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em razão da não comprovação da origem e em cumprimento à legislação vigente. A propriedade ficará interditada sob controle do serviço veterinário oficial.
Os animais foram localizados em uma propriedade no município de Bela Vista (MS), na divisa do Brasil com o Paraguai, durante a operação de vigilância reforçada que ocorre na região. O rebanho foi inspecionado por veterinários do Mapa e da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) e não houve constatação de nenhum sintoma clínico de doença.
A informação do Mapa foi repassada para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur) e será cumprida imediatamente segundo o órgão. As medidas adotadas pelo governo visam a repressão ao contrabando e o controle sanitário no Estado.
De acordo com a Seprotur, o abate será feito em cumprimento da norma instituída pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que determina que todo e qualquer gado contrabandeado, mesmo aquele que não estiver infectado com o vírus da aftosa, deve ser abatido.
As medidas adotadas pelo Estado continuam a ser aplicadas na fiscalização da região de fronteira com o Paraguai. Estão temporariamente suspensas as importações de carnes de bovinos oriundos do Paraguai e também a desinfecção dos veículos procedentes do país vizinho.
As Forças Armadas continuam proporcionando suporte às ações de defesa sanitária animal na região de fronteira do Mato Grosso do Sul com o Paraguai e foram suspensos todos os eventos agropecuários no Estado e na fronteira com o país vizinho.
Fiscais federais agropecuários e médicos veterinários dos serviços veterinários estaduais de todo o Brasil estão atuando em 14 postos fixos, dez barreiras volantes e em algumas propriedades. Em seis pontos, as atividades ocorrem com o suporte do Exército.
As ações de defesa e vigilância conjuntas estão sendo realizadas nos municípios de Porto Murtinho, Caracol, Bela Vista, Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Amambai, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Iguatemi, Eldorado, Japorã e Mundo Novo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)