Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/01/2005 18:07

Mais de 170 mil veículos já rodam com gás natural

Lilian de Macedo/ABr

Economia nos gastos com combustível e redução na emissão de poluentes. Esta são duas das vantagens apregoadas para incentivar a opção pelas pessoas pelo gás natural veicular ou GNV. A julgar pelos números disponíveis no mercado os benefícios parecem ter convencido uma boa parte dos motoristas. Tanto, que a expectativa do Sindicato Nacional dos Concessionários e Distribuidores de Veículos (Sindicov) é que mais de um milhão de veículos estejam circulando com o combustível até o final do ano. Hoje, cerca de 180 mil carros circulam com GNV.

A expectativa tem, como base, o aumento no consumo médio diário de gás natural: cresceu 27,1% em dezembro último em relação ao mesmo mês de 2003. Os dados são da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

Para usar o gás, é preciso comprar um kit de conversão. O preço médio varia entre R$ 2,3 mil e R$ 3 mil, dependendo do modelo do carro. A instalação do sistema de gás inclui tubulação extra, conjunto de válvulas e cilindros de armazenagem. Nenhum equipamento original do veículo é retirado. Mesmo com o kit, o veículo projetado para rodar com gasolina ou álcool pode operar com os dois isoladamente: gás natural ou o combustível original. O motorista escolhe qual será usado acionando um botão instalado no painel. O Inmetro já credenciou 750 oficinas aptas a fazer a mudança.

Para o presidente do Sindicov/DF, Edison Maia, a troca compensa. "O gás é menos poluente e isso vem a somar na gama de opções que o consumidor terá. Por exemplo, se ocorre um conflito no Oriente Médio e o preço da gasolina sobe, nós temos alternativa do gás combustível ou álcool, que são produzidos aqui", explica.

Entre as vantagens do GNV está o preço do tanque cheio, que não passa dos R$ 15. O metro cúbico do gás custa em média R$ 0,70. De acordo com o mecânico Bruno da Silva, R$ 10 são suficientes para encher o cilindro de 14 m³. Segundo ele, com este volume é possível percorrer até 230 quilômetros. Em nível de comparação, os mesmos R$ 10 rendem menos de cinco litros de gasolina, ou seja, em média, 50 quilômetros rodados.

O GNV também traz benefícios para o motor. De acordo com a assessoria técnica da Petrobrás, o gás não tem elementos corrosivos e evita a carbonização dos pistões e cilindros. O motorista conta, ainda, com a segurança de combustível com selo de qualidade, já que o GNV sai de bombas de gasodutos subterrâneos direto para o veículo.

Apesar dos benefícios, o GNV também tem pontos negativos. O principal é o fim da garantia de fábrica em caso de problemas no motor. O veículo também perde até 20% de sua potência com o gás. O tanque deve ter álcool ou gasolina, mesmo que em pequenas quantidades, para manter o sistema de alimentação tradicional estável.

Outro ponto apontado como negativo é o espaço do porta-malas, reduzido em até 60% para adaptação do cilindro. Além disso, pode ser necessário o reforço na suspensão do carro, já que o peso do tanque pode ultrapassar os 60 quilos.

Por enquanto, a quantidade de postos para abastecimento é pequena. Hoje, existem cerca de 900 postos só em São Paulo, Rio de Janeiro, Sergipe, Bahia, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Paraíba e Alagoas.

Edson Maia conta informa que a Fiat e a GM, já têm modelos tricombustíveis. Ou seja, funcionam com gasolina, álcool ou gás natural. De acordo com ele, esses modelos são mais seguros. "É uma situação mais perfeita para o consumidor. Não digo que a adaptação não funcione. Vai funcionar. Mas, talvez, o desgaste seja maior", avisa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)