Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/12/2005 09:40

Lula fala sobre a criação de empregos

Cecília Jorge/ABr

Em entrevista coletiva de rádio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que nunca garantiu que seu governo geraria 10 milhões de empregos formais. Segundo ele, esse número estava no programa de campanha do PT como o necessário para o país. "Em nenhum momento, nós afirmávamos que íamos criar (10 milhões de empregos). Nós afirmávamos que era necessário, que o Brasil precisava de 10 milhões de empregos e colocávamos as condições pelas quais o Brasil poderia criar 10 milhões de empregos", explicou.

Lula ressaltou que seu governo tem gerado em média 108 mil empregos por mês, 12 vezes mais que o governo anterior. "Ficou demonstrado que é plenamente possível criar muito mais emprego no país", disse. O presidente chamou os anos 80 de "década perdida", e os anos 90 e o início da atual década de "década estagnada". "Nós fizemos nesses 35 meses infinitamente muito mais do que foi feito em todos os outros governos do ponto de vista da geração de emprego", ressaltou.

Segundo ele, o aumento do número de empregos foi provocado não apenas pelo crescimento da economia como também pela promoção de uma forte distribuição de renda, pela política de crédito e microcrédito e de fortalecimento da agricultura familiar. O presidente acrescentou que a política de crédito consignado disponibilizou R$ 29 bilhões no mercado para "as pessoas poderem consumir mais ou saldar suas dívidas anteriores".

O presidente afirmou ainda que é preciso criar um "ciclo virtuoso" na economia para possibilitar o crescimento do trabalho formal. "Esse ciclo virtuoso de crescimento vai gerar mais emprego, vai distribuir a renda necessária e vai melhorar as condições de vida da população brasileira", disse. "Eu acho que nós vamos gerar muito mais emprego no ano que vem", garantiu.

Em relação ao assunto, Lula disse que é preciso repetir nas cidades o desempenho no meio rural provocado pelo programa de agricultura familiar. "O que nós fizemos na agricultura familiar foi uma pequena revolução", avaliou. Esta entrevista é a última de uma série de três coletivas a comunicadores de rádio neste ano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)