Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

31/01/2014 17:54

Justiça decreta prisão preventiva de suspeitos de matarem policia

TJMS

O juiz titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Carlos Alberto Garcete, decretou a prisão preventiva de seis acusados de envolvimento no assassinato do Policial Civil Dirceu Rodrigues dos Santos, morto a tiros na noite da última terça-feira (28).

De acordo com o auto de prisão em flagrante, por volta das 22h40, na região do Jardim Campo Alto, os acusados A.G.R. e A.G.R. teriam efetuado disparos de arma de fogo contra o policial Dirceu dos Santos e agredido fisicamente o policial O.F.

O documento afirma ainda que os investigados são acusados também pelo crime de furto e receptação. Além dos dois suspeitos, mais quatro pessoas são acusadas de envolvimento na morte do policial: G. de O. A., acusado também do crime de receptação e de porte ilegal de arma de fogo, R.F.A. e C.F.A., acusados de porte ilegal de arma de fogo e ainda L.H.B.G., acusada do crime de receptação.

De acordo com o juiz, os indícios de materialidade e autoria do crime recaem sobre os acusados. Conforme o magistrado, “De uma análise dos diversos depoimentos e interrogatórios colhidos no auto de prisão em flagrante, tenho como presentes indícios suficientes da participação dos investigados na morte do Policial Civil Dirceu e na agressão ao Policial Civil O.F., ocultação dos pertences do policial vítima de homicídio e da arma de fogo utilizada no crime, bem como na prática dos crimes de furto e receptação que estavam sendo investigados pelos Policiais Civis ora vítimas”.

Desse modo, a prisão preventiva dos acusados deve ser decretada primeiramente pela ordem pública, afirmou o juiz, pois além da grande repercussão social, as vítimas “eram agentes públicos, ou seja, policiais civis que se encontravam no exercício de seus trabalhos, o que causa indignação geral”.

A prisão cautelar, continuou o magistrado, também se faz necessária para assegurar a aplicação da lei penal, pois os suspeitos A.G.R. e A.G.R. ofereceram resistência à investigação, ocultando os pertences do policial civil vítima de homicídio e tentaram fugir, inclusive com a própria viatura policial descaracterizada.

Já os acusados G. de O.A., R.F.A., C.F.A. e L.H.B.G. ocultaram os pertences do policial Dirceu e também a arma de fogo utilizada no crime. Além dos seis acusados, um adolescente também é apontado como suspeito de envolvimento no crime.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)