Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/09/2013 15:13

Jovem suspeita de vender o filho vai responder em liberdade por dois crimes

Campo Grande News

B. M. de O, 21 anos, suspeita de vender o filho vai responder em liberdade por adoção a brasileira e por entrega de criança com fins lucrativos. A informação é do delegado da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas, Paulo Henrique Rosseto de Souza.

B. deu a luz a um menino no dia 25 de agosto e vendeu o filho para um casal de Três Lagoas. A mãe da jovem foi quem denunciou o caso.

O delegado disse que após deixar o hospital, B. entregou a bebê ao casal, que acompanhou parte da gravidez e o nascimento do bebê, tendo inclusive ficado com a B. no hospital, durante o período de internação. Após o parto, ela e a criança tiveram alta médica, foram levados pelo casal até a casa dos dois, onde ocorreu a venda do recém nascido.

De acordo com a Polícia Civil, na casa de B. não havia nenhum móvel ou roupa de bebê, demonstrando que realmente a intenção da acusada era vender o filho. Ela alegou a polícia, que o filho seria registrado por ela e o homem. O casal confessou o crime.

Todos os três envolvidos no caso prestaram declarações na Polícia Civil e foram liberados para responder pelos crimes de adoção a moda brasileira – pena de 2 a 6 anos de detenção – e entregar a criança em troca de dinheiro – pena de 1 a 4 anos - em liberdade.

Por decisão da Justiça, a criança está com a avó, mãe de B.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)