Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

29/10/2013 13:38

Jovem apela a ministro após sofrer transtorno por problema em RG

Campo Grande News

Há 4 anos se preparando para fazer o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), a estudante Nayá Thiemy Simabucuro, 23 anos, diz que foi prejudicada no dia da prova, que aconteceu no sábado e domingo porque o número do documento dela não conferia com o da lista de inscritos.

Na tarde de ontem, a estudante mandou um e-mail para o Ministério da Educação, em Brasília, endereçada para o ministro Aloizio Mercadante, relatando o constrangimento que passou ao ser barrada por uma mulher, que coordenava o exame na Escola Municipal Ione Catarina Gianotti Igydio, no Jardim Noroeste.

Nayá cursava fisioterapia na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e resolveu trancar o curso para tentar medicina. Desde então vem se preparando, fazendo cursinho pré-vestibular, para conseguir uma pontuação boa no Enem.

No sábado, a estudante conta que acompanhada de um amigo, que também fez o exame na mesma sala que ela, chegou com 10 minutos de antecedência da abertura dos portões e ao se identificar com o documento de identidade foi barrada antes de entrar na sala, pois o fiscal disse que o número do documento não conferia na lista de inscritos.

Por conta disso, a jovem relata que foi encaminhada até uma pessoa, identificada por Ana Paula, que coordenava o exame na escola. “Ao ver a minha identidade, ela disse que não era eu na foto. Então tirei os óculos que uso para descanso e pedi que olhasse de novo, no entanto, ela afirmou que o documento era falso”, diz, acrescentando que a identidade foi tirada em 2007.

Depois de muita confusão e prometer que passaria na sala da coordenadora para assinar um termo que comprometia a autenticidade dos documentos, a estudante foi liberada para fazer a prova. “Eu fiquei abalada emocionalmente pelo transtorno que os organizadores haviam causado e parecia que toda a semana antecedente ao Enem, que me dediquei tentando ficar calma e dormindo cedo, foi em vão”, reclama.

Ao chegar em casa, a mãe da estudante ligou na escola para falar com a coordenadora e saber o que realmente havia acontecido, quando foi informada que a jovem só faria a prova no domingo se fosse acompanhada pela mãe. “No outro dia a minha mãe me acompanhou e o fiscal informou que eu deveria assinar novamente o termo no final da prova”, conta.

Por fim a estudante, conta que, no final ainda foi chamada pela coordenadora de desequilibrada e mentirosa. “Ela fez um fiscal voltar na sala, pegar a minha prova e levar até a sala dela, onde eu estava. Realmente o número da identidade e o CPF não batiam, mas não foi erro meu, pois na carta que recebi do Enem estava tudo correto”, lamenta.

Nayá finaliza a carta dizendo que foi prejudicada por uma pessoa despreparada para trabalhar na área da educação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)