Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/01/2004 11:00

Índios dizem que detiveram missionários para averiguação

Luciana Vasconcelos/ABr

Durante 60 horas três missionários ficaram reféns de índios e brancos contrários a homologação da reserva indígena Raposa Serra do Sol. Os manifestantes afirmaram que detiveram os três para averiguação, pois eram estrangeiros, entretanto, os reféns desmentem e dizem que os fatos são outros.

O Padre Ronildo Pinto França, brasileiro e o Irmão João Carlos Martinez, da Espanha já atuam na região há alguns anos. O padre César Avellaneda, da Colômbia, trabalha em Manaus e veio passear em Roraima. Na madrugada de terça-feira, eles foram acordados com vidros sendo quebrados e pedras entrando pelas janelas. O padre Ronildo tentou se esconder, mas foi encontrado pelos índios. “Eles gritavam: os brancos têm de sair da nossa área”, conta.

Segundo ele, havia entre 60 a 70 índios e um grupo de pessoas com a cabeça coberta. O Irmão João Carlos, coordenador da missão disse que eles mudaram várias vezes de local e falaram algumas vezes com a polícia. Conta que, apesar de não ter sofrido agressão física, em algumas horas sentiu muito medo. “Quando fomos liberados esperávamos pela Polícia Federal e ela não estava lá, ficamos apreensivos,`` disse. Segundo ele, os reféns foram levados de volta a cidade por Jonas Marcolino e o secretário do índio do estado, Orlando Justino. Antes passaram pelo Instituto Médico Legal onde fizeram exames de corpo delito.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)