Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

16/02/2016 07:50

Indecisos na política - de quem é a culpa?

Manoel Afonso

esquisa recente mostra que na ‘espontânea’, mais de 40% dos consultados não sabem ou não responderam sobre o candidato a ser escolhido para prefeito da capital nas eleições deste ano.


‘Tudo bem – o pleito vai acontecer ainda em outubro’, diriam alguns para tentar justificar o alto índice registrado no universo consultado. É certo que o brasileiro de modo geral está preocupado com suas finanças pessoais ou domésticas, de olho no quadro econômico do país - onde a inflação convive com a recessão em todos os segmentos.
Mas não se pode negar que o ‘buraco é mais embaixo’, que há no imaginário popular uma imediata sintonia entre os desacertos econômicos do país e o comportamento da classe política de cabo a rabo


Se numa ponta os meios de comunicação estão mostrando diariamente escândalos financeiros beneficiando políticos, na outra agravam-se os problemas à cargo da gerência pública em todos os níveis. Nestas horas, vereadores, prefeitos, deputados, senadores e a presidente da república ocupam o mesmo balaio na cabeça do eleitor graças aos seus ‘pecados’.


Portanto, há de ser feita nesta oportunidade outro tipo de análise para se justificar essa omissão do eleitor nas pesquisas. O fator indignação há de ser levado em conta, independentemente do nível cultural ou social do cidadão que mora em nossa capital. Aliás, é correta a tese de que quem sofre mais com a omissão e incompetência do gerenciamento público, é mais pragmático e autêntico na manifestação de seu descontentamento ou indignação. É mais direto, sem rodeios!


Nossos políticos precisam entender de uma vez por todas que o eleitor tem o poder do ‘raio x’ – fazendo a leitura do que ocorre no interior dos gabinetes do poder. Daí ele se indignar com as figuras caricatas de políticos que não praticam o que pregam - que lembram aquela velha propaganda de shampô resumida na frase “Parece remédio, mas não é”.


Pode-se inclusive abraçar a teoria de que o eleitor – além de indignado, estaria ressabiado com o que está por acontecer nos bastidores políticos, onde quase sempre seus legítimos interesses pesam muito pouco. Enfim, o eleitor tem seu próprio juízo de valor- igual quando vai ao açougue e sabe distinguir a carne de pescoço da saborosa picanha. Evidente, tudo tem seu preço.

 

De leve...

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)