Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/09/2011 08:15

"Forasteiros" caçam R$ 36 milhões que estariam enterrados em Mato Grosso

José Ribamar Trindade, 24 horas news

A fortuna do tamanho de um prêmio milionário da Mega Senna faz parte de um lote de mais de R$ 164 milhões) roubados em 2005 do Banco Cebntral do Brasil de Fortaleza, no Ceará. A Polícia Federal acompanha o caso à diistância


Caça ao tesouro. Pelo menos R$ 36 milhões estariam enterrados em algum lugar no solo do município de Chapada dos Guimarães (Baixada Cuiabana, a 65 quilômetros da Capital). A disputa pelo “tesouro” já gerou muita confusão, ameaças de morte e invasão de terras.

Da barragem de Rio Manso, próximo a uma ponte de concreto numa extensão de mais de 40 quilômetros, passando pela Lagoa Azul, no Bom Jardim, subindo até Nova Brasilândia, com variações para as duas laterais, inclusive para a Praia Rica vem sofrendo seguidas escavações, tanto durante o dia, como no período da noite.

Algumas famílias já foram ameaçadas de morte por homens fortemente armados para abandonarem suas terras para que fossem escavadas. Outras famílias já tiveram suas terras invadidas. Foram escavadas, mas os forasteiros nada encontraram.

“Eles (os forasteiros) vão chegando. Ameaçando matar todo mundo e vão escavando como se as terras fossem deles. Depois vão embora e deixam tudo revirado”, denunciou a proprietária de um sitio que pediu para não ser identificada.

Os R$ 36 milhões segundo revelou uma fonte à reportagem do Portal de Notícias 24 Horas Newsfaz parte de um lote de R$ 52 milhões que teria vindo para Mato Grosso logo após o assalto bilionário ao Banco Central de Fortaleza, no Ceará.

Um morador de Cuiabá que tem terras na região de Manso e Chapada dos Guimarães conta que já teve sua propriedadeinvadira e revirada por dias vezes nos últimos.

Ruralista também, denuncia que ficou sabendo através de pessoas que moram na região que os “forasteiros”, na realidade, são homens que moram em Mato Grosso e outros estariam sendo liderados por três pessoas, todos com passagens pela Polícia ..

O ASSALTO – Os ladrões cometeram um assalto ao Banco Central do Brasil em Fortaleza, no Ceará, entre os dias seis e sete de agosto de 2005. O fato só foi percebido no início do expediente na segunda-feira dia 8 de agosto. Foi o segundo maior assalto a banco do mundo. A escavação para se fazer o túnel que possibilitou a invasão demorou cerca de três meses.

Segundo a Polícia Federal, com base em estimativas a partir do peso das notas roubadas (3,5 toneladas), foram roubados aproximadamente R$ 164.755.150,00. As notas todas empilhadas daria uma altura de quase 33 km. O prejuízo chega a cerca de R$ 1,00 para cada cidadão brasileiro.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)