Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/04/2016 17:17

Fim de exigência de certificado para matrizes quer estabilizar preço de carne

Mariana Castelar, Campo Grande News
Alteração faz com que preço de carne continue estabilizado (Foto: Site Famasul)Alteração faz com que preço de carne continue estabilizado (Foto: Site Famasul)

Para evitar a queda na comercialização de bezerros e uma possível alta na carne, a exigência de certificado para matrizes bovinas nas operações de financiamento do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) está suspensa. A solicitação ao Condel (Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste) partiu do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), sob a justificativa de que o documento dificultava o financiamento.

Segundo o coordenador do departamento técnico do Sistema Famasul, Justino Mendes, na rotina do produtor é impossível ter este certificado. “Esse documento só existe quando é puro sangue, mas com raças diferentes não há como certificar a origem do bezerro. Não há como controlar o cruzamento de todas as vacas. Imagina quando se compra um lote com 100, por exemplo, não há como a ABCZ, que é a entidade de classe, cuidar disso”.

O pedido foi realizado no dia 28 de janeiro, pela Federação junto a outras entidades representativas, no mesmo dia que foi aprovada pelo conselho estadual e enviada ao Condel.

Quando foi criado, o FCO tinha o objetivo de contribuir para o desenvolvimento econômico e social da Região, mediante a execução de programas de financiamento aos setores produtivos. Até fevereiro de 2016, o produtor rural de Mato Grosso do Sul recebeu para financiamento da bovinocultura de corte R$ 5,6 milhões e tem uma demanda de R$ 81,5 milhões, aguardando aprovação.

“O Fundo é um importante instrumento de desenvolvimento em todas as esferas produtivas, fomentando novos investidores, novos empregos e desenvolvimento para MS”, ressalta Saito.

Para obter financiamento com recursos do Fundo, o produtor deve encaminhar a proposta mediante carta-consulta a ser entregue na agência bancária, documento que será analisado pelo Conselho Estadual. Para que não haja demora, o Sistema Famasul orienta que os produtores rurais atualizem o cadastro junto ao seu banco e assim, agilizem a liberação do crédito rural.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)