Cassilândia, Segunda-feira, 24 de Junho de 2019

Últimas Notícias

01/04/2015 07:57

Exames descartam febre aftosa em 21 bovinos de propriedade em MT

Famasul

Exames realizados pelo Laboratório de Referencia Nacional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento descartaram a ocorrência de febre aftosa e estomatite vesicular em bovinos no município de Mirassol D’Oeste, distante 329 km de Cuiabá. As amostras identificaram Parapoxvirus, agente causador da pseudovaríola, doença não pertencente à lista da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Em 27 de março de 2015, o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), de Mirassol D´Oeste, detectou sinais clínicos compatíveis com síndrome vesicular em bovinos provenientes de outro Estado e que estão em uma propriedade rural na região.

Um dia após a chegada dos animais, os médicos veterinários do órgão realizaram a inspeção clínica em todos os eles, ocasião em que encontraram 21 bovinos com lesões vesiculares. Foram examinados 289 bovinos, 23 ovinos e 2 equinos.

Foram colhidas amostras dos 21 animais doentes para exame laboratorial, preenchidos os documentos sanitários pertinentes e interditada a propriedade para o trânsito de animais vivos, produtos, subprodutos de origem animal e materiais possíveis veiculadores do agente etiológico.

A totalidade dos bovinos existentes na propriedade, de acordo com Guias de Trânsito Animal, é proveniente de outra unidade federativa. Conforme o Indea, as amostras de epitélio e soro sanguíneo foram recebidas pelo Laboratório de Referencia Nacional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Lanagro-MG), no dia 29 de março, para análises, cujos resultados preliminares de identificação viral descartam a ocorrência de febre aftosa e estomatite vesicular.

Trata-se de zoonose ocupacional que acomete principalmente ordenhadores, apresenta-se com sintomatologia branda e caracteriza-se principalmente por lesões cutâneas nas mãos e mais raramente antebraço. Em bovinos, principal espécie acometida, as lesões nas mucosas e pele são verificadas na boca, focinho e úbere; a morbidade é baixa e normalmente evolui para autocura.

As atividades de vigilância veterinária nas seis propriedades vinculada ao primeiro foram iniciadas nesta terça-feira (31), sendo designada uma equipe para cada propriedade, visando maior celeridade nas investigações epidemiológicas e desencadeamento das ações necessárias.

Estão sendo executas ações de mitigação de risco, principalmente: restrição de trânsito animais vivos, produtos, subprodutos de origem animal e materiais possíveis veiculadores do agente etiológico.

Fonte: G1

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 24 de Junho de 2019
Domingo, 23 de Junho de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Sábado, 22 de Junho de 2019
16:02
Cassilândia
12:30
Copa do Mundo de Futebol Feminina
Sexta, 21 de Junho de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)