Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

06/06/2012 07:32

Em nota, TRT de Rondônia diz que tratará fraude bilionária com "isenção”

Débora Zampier, Agência Brasil

Brasília – Suspeito de abrigar uma fraude de R$ 5 bilhões no pagamento de precatórios, o Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (TRT14) divulgou ontem (5) nota na qual consta que se compromete a explicar o assunto com “isenção” à população. A questão levou o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a intervir na corte, suspendendo hoje (5) a quitação da dívida pública bilionária.

O precatório seria pago a 7 mil técnicos e professores filiados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Rondônia (Sintero). Eles acionaram a Justiça trabalhista para pedir reenquadramento de carreira e diferenças remuneratórias. Segundo apurações preliminares do CNJ, houve erro no cálculo do valor e todos os juízes designados para reavaliar o caso sofreram ameaças.

Apesar de prometer transparência no tratamento do caso, o TRT preferiu não se posicionar sobre a suposta participação de servidores no esquema. “Quanto ao possível envolvimento de membros do TRT de Rondônia e do Acre no episódio, o próprio CNJ trata o assunto em caráter reservado, por ainda se encontrar em fase de investigação pelos órgãos de controle e da Polícia Federal”, explica trecho da nota.

O texto assinado pela presidenta Vania Abensur informa ainda que mais informações sobre o caso serão tratadas hoje, às 10h, em coletiva à imprensa no prédio da Justiça do Trabalho em Porto Velho.



Edição: Aécio Amado

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)