Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/01/2008 08:03

Em depoimento, Dirceu nega participação em esquema

Bruno Bocchini/ABr

São Paulo - Em interrogatório realizado ontem (24) na Justiça Federal, em São Paulo, o ex-ministro chefe da Casa Civil José Dirceu voltou a negar qualquer participação no esquema de compra de votos de parlamentares da base aliada conhecido como mensalão. As informações são do advogado do ex-ministro, José Luís de Oliveira Lima. Dirceu é acusado de corrupção ativa e formação de quadrilha.

“O ministro José Dirceu rebateu pontualmente todas as acusações contidas na denúncia. Foi importante porque foi a primeira vez que ele pôde falar ao Judiciário. Ele negou qualquer participação com supostos fatos imputados na denúncia do procurador-geral [da República]”, disse o advogado após o término do interrogatório prestado pelo ministro na Segunda Vara Criminal Federal em São Paulo. José Dirceu saiu sem falar com a imprensa.

De acordo com Lima, Dirceu afirmou não ter conhecimento do esquema e negou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também soubesse da compra de votos. Ele negou ainda que soubesse dos empréstimos realizados pelo PT nos Bancos BMG e Rural que tiveram como avalista o empresário Marcos Valério de Souza.

Segundo o advogado, Dirceu, no entanto, admitiu ter se encontrado com representantes dos dois bancos. “Ele teve reuniões com outros empresários e banqueiros, mas nos encontros com os empresários do BMG e do Banco Rural jamais foram tratados os empréstimos realizados ao PT”, afirmou.

Lima disse ainda que Dirceu afirmou que, após assumir a Casa Civil, em 2003, deixou de participar da gestão do PT e dos acordos do partido com as legendas da base. “Quando deixou a presidência do PT e assumiu a Casa Civil, ele [José Dirceu] saiu da executiva do partido porque não tinha tempo. Era humanamente impossível [conciliar a gestão do PT com a Casa Civil]”, disse Lima.

De acordo com o advogado, Dirceu negou ter conversado com o ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, sobre questões financeiras dos partidos.

O depoimento, no Fórum Criminal Federal da Segunda Vara em São Paulo, foi tomado pela juíza federal Silvia Maria Rocha e pelos procuradores federais José Alfredo de Paula Silva e Rodrigo de Grandis.

Em 2006, a Procuradoria-Geral da República apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) denúncia contra 40 pessoas supostamente envolvidas com a compra e venda de votos que favorecessem o governo. Entre os acusados, parlamentares, ex-ministros, dirigentes do Banco Rural e Marcos Valério. O ex-chefe da Casa Civil José Dirceu era apontado como chefe do esquema.

Em agosto de 2007, o STF converteu o processo em ação penal e os acusados passaram a responder como réus. O relator do caso no STF, ministro Joaquim Barbosa, autorizou juízes federais de oito estados e do Distrito Federal a interrogar os acusados e receber a defesa prévia dos réus, como forma de dar mais rapidez ao julgamento.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)