Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/08/2005 14:20

Duda Mendonça diz que PT ainda lhe deve R$ 14 milhões

Inara Silva / Campo Grande News

O publicitário Duda Mendonça depõe neste momento à CPMI dos Correios (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito que investiga denúncias de corrupção na ECT – Empresa de Correios e Telégrafos), em Brasília, disse que o PT ainda deve a ele R$ 14 milhões relativos a trabalhos de 2004. Naquele ano suas empresas coordenaram as campanhas de marketing para prefeito dos candidatos petistas em Recife (João Paulo), São Paulo (Marta Suplicy), Belo Horizonte (Fernando Pimentel), Goiânia (Pedro Wilson) e Curitiba (Ângelo Vanhoni). O empresário é ouvido como testemunha e se apresentou espontaneamente à CPMI e acompanha o depoimento de sua sócia há 30 anos, Zilmar Fernandes.
O publicitário informou que desde 2001 só faz campanhas eleitorais para o PT e que, durante as campanhas, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares respondeu por todos os pagamentos de gastos do partido.
Duda disse que, em 2002, além do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, também trabalhou para os candidatos José Genoino (governo de São Paulo), Aloizio Mercadante (senador em São Paulo), Benedita da Silva (governo do Rio) e um outro candidato a senador pelo Rio cujo nome não soube informar.
Paraíso Fiscal - O publicitário contou à CPMI que o empresário Marcos Valério, apontado como o operador do mensalão, sugeriu a ele a abertura de contas bancárias no exterior para "facilitar" o recebimento de aproximadamente R$ 10 milhões em pagamentos "fracionados". A conta foi aberta no paraíso fiscal das Bahamas e recebeu recursos de vários bancos internacionais.
Segundo o publicitário, Valério foi incumbido pelo ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares de realizar as transferências relativas às campanhas publicitárias feitas para o partido. O primeiro desses repasses, ainda no Brasil, teria sido efetuado mediante um "pacote de dinheiro com R$ 300 mil", que teria sido entregue por Marcos Valério a Zilmar Fernandes, sócia de Duda que também depõe na CPMI. "Achei aquilo esquisito, mas queria receber o dinheiro", informou o publicitário. Com informações da Agência Câmara.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)