Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/06/2008 14:01

Dos oito deputados de MS, seis votaram pela nova CPMF

Paulo Fernandes - Campo Grande News

A grande maioria da bancada de Mato Grosso do Sul votou pela criação da CSS (Contribuição Social para a Saúde), a nova CPMF. Apenas os deputados Antônio Cruz (PP) e Waldir Neves (PSDB) foram contra a criação do imposto. A CSS foi aprovada na Câmara com 259 votos a favor, apenas dois a mais que o necessário.

Os outros seis deputados federais - Antônio Carlos Biffi (PT ), Dagoberto Nogueira (PDT), Geraldo Resende (PMDB), Nelson Trad (PMDB), Vander Loubet (PT) e Waldemir Moka (PMDB) - votaram pela aprovação do imposto.

O deputado Nelson Trad (PMDB), que antes da reunião do partido havia demonstrado desconforto em relação a votação de um novo imposto, disse que votou com a consciência e que não sofreu qualquer tipo de pressão, como do governador André Puccinelli, defensor da proposta.

“Eu não recebi nenhuma solicitação. Posso falar também em relação aos outros (deputados da base aliada), o governador em nenhum momento interferiu. Se assim fosse, o Moka teria solicitado”, afirmou em entrevista ao Campo Grande News.

Trad disse que apenas a posição do partido refletiu na decisão dele e afirmou que votou a favor da criação da CSS levando em conta o mecanismo de isenção que preserva aposentados e pensionistas do INSS, além de trabalhadores com salário de até R$ 3.038. “Setenta e sete por cento da bancada do PMDB votou pela CPMF”, afirmou.

O deputado peemedebista disse ainda que votou a favor da criação do imposto porque se certificou que há determinação da União de repassar o recurso integralmente para a saúde.

Já o tucano Waldir Neves considera a medida incoerente. ”O Governo comemora recordes consecutivos de arrecadação e, mesmo assim, insiste em criar novas formas de abocanhar ainda mais recursos – quando a questão é claramente de má gestão do dinheiro público”, afirma o deputado em um artigo.

Para ele, a alta carga tributária emperra o setor produtivo e dificulta a vida do contribuinte, e até “incentiva até a indústria da falsificação”, no caso da incidência de impostos no setor de software, que chega a 30%.

Reação - Entidades publicaram nesta quinta-feira uma nota de repúdio contra o voto dos deputados. A nota, que erroneamente inclui o deputado Antonio Cruz entre aqueles que votaram pela criação da nova CPMF, é assinada pela Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Fecomércio (Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul), Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), OAB/MS (Ordem dos Advogados) e ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande). As entidades questionam a quantidade de impostos que são pagas pelos brasileiros.

Trad considerou o movimento “natural”, mas desafiou as entidades a conseguirem assinaturas contra o resultado da votação daqueles que ficaram isentos do imposto (pensionistas, aposentados e trabalhadores assalariados que recebem até R$ 3.038). “Eu votei para afasta-los dessa cobrança”, disse.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)